Autores Livros Entrevistas Filmes Games HQ's Mangás Wattpad Sagas Seriados

29 de março de 2015

O Autor Responde: Tammara Webber


Olá...

Boa tarde a todos!!!

Hoje no nosso "O Autor Responde", nós temos a Tammara Webber, autora de livros como Easy e Breakable. Esse ano será lançado mais um livro dessa série, Contornos do Coração, que se chamará Sweet.

Nessas questões que os fãs fizeram para Tammara em  seu Goodreads foram abordadas: questões pessoais, questões relacionadas ao seus livros lançados, ao próximo lançamento e a projetos futuros.

Espero que gostem.




Como é que você começou a ideia de escrever Easy?

Para ser honesta, eu não queria escrever em um primeiro momento. Eu escrevo romances - mas eu também sou uma sobrevivente de uma agressão sexual por um amigo / colega de muitos anos atrás. Não contei a ninguém por 12 anos, e mesmo depois da minha superação, eu nunca falei sobre isso fora da minha terapeuta, amigos mais próximos e familiares próximos. Quando Jacqueline começou a "dizer" me usa para a sua história, eu estava tão aterrorizada com a responsabilidade inerente que eu estaria assumindo. Agressão sexual é galopante, especialmente para as mulheres em idade secundaristas e universitárias. Uma vez que eu decidi escrevê-lo, eu me concentrei apenas em dar os leitores de romance que também eram sobreviventes de violência sexual a história romântica que mereciam, sem desrespeitar o que eles (e eu) suportariam. "Não é sua culpa" foi a única mensagem que eu queria passar, porque isso é algo que eu não vi como verdade por muito tempo - não até que eu finalmente disse a alguém.

Você pode compartilhar qualquer informação sobre os livros que você está planejando / trabalhando?

Eu tenho trabalhado em algo há vários meses. Eu deixei histórias ferver por algum tempo em minha cabeça antes de eu começar a escrever e eu não sou terrivelmente rápida uma vez que eu coloco a caneta no papel (ou os dedos ao teclado, eu acho!). Detalhes da publicação não são concretizados, por isso não posso anunciar que * * ainda, mas posso dizer-lhe uma coisa: é um spinoff de Contornos do Coração, POV duplo, romance único. (Lucas e Jacqueline não são o foco, mas eles podem aparecer uma ou duas vezes para que você saiba o que eles estão fazendo).

Eu queria perguntar, nunca houve um "Lucas" em sua vida?

Lucas é um produto da minha imaginação, assim como os dois heróis que eu escrevi antes dele e aquele que eu estou trabalhando agora. Se algum deles são semelhantes em personalidade para o amor da minha vida, eu tenho medo que o personagem seria Reid. O que os meus heróis têm em comum: a proteção feroz juntamente com o desejo para a menina / mulher que cada um gosta. Nestas coisas, eles são todos como o meu marido, que tem sido a pessoa que mais apoiou na minha vida de ser uma contadora de histórias profissional - através dos anos de paradas e começos e fracasso. Nenhum relacionamento é perfeito, mas o que temos neste momento em nossas vidas vem tão perto quanto humanamente possível, e isso é muito legal.
 
O que separa a sua ficção do resto do gênero?

Eu voltei para a escola em meus 30 e poucos anos para completar o meu bacharelado em Inglês e Literatura. Eu fiz um curso de Literatura Jovem Adulto e me apaixonei, mas eu me perguntava por que havia tão poucos livros com personagens principais, na faixa etária da maioria dos meus colegas. Por volta de 2009, eu era uma orientadora acadêmica de graduação com dois filhos na faculdade. Comecei a escrever o primeiro livro que publiquei esse ano, bem à frente de qualquer uso generalizado do termo "New Adult". Meus personagem principais são de 17, 18 e 20 anos. (Após a publicação, em 2011, eu classifico o livro como "YA maduro", e isso era verdade para os meus primeiros cinco livros). Fora o fato de que eu passei anos em um campus universitário, pela primeira vez na escola e, em seguida na pós graduação, isso pode fazer o meu ponto de vista como autor um pouco diferente. Eu não vejo os New Adult como Young Adults sexuais (como alguns relatos da mídia têm denominado). Eu o vejo como Young Adult reais com personagens que ainda estão chegando na idade, como qualquer um que trabalha com estudantes universitários ou tem filhos em idade universitária pode atestar. Para mim, a sexualidade é uma parte da história, não a história e isso será sempre verdade de qualquer coisa que eu escrever.


(Por isso eu amo os livros dela... penso exatamente igual e acho que falta esse senso em vários autores).

Quanto tempo você levou para escrever Sweet? E quais são os seus planos o seu próximo livro?

Eu comecei a formular as ideias no verão passado, fiz um pouco de pesquisa e comecei de fato a escrever em julho. Eu ainda estou trabalhando nisso e vou estar trabalhando nele até que seja tirado de minhas mãos. Eu tenho dificuldade em concluir algo como "feito".

Como você lida com o bloqueio criativo?

Deixo o computador e vou fazer outra coisa - fazer uma caminhada, ligar para minha mãe, ler. O bloqueio criativo é geralmente um garfo na narrativa para mim. Eu odeio ter que arrancar partes de uma história, porque eu escolhi o caminho errado. Eu prefiro deixar minha mente vagar para os caminhos individuais até que eles saibam o que é melhor. Então eu escrevo isso. Se eu posso ver a cena, mas não os detalhes, começar pode ser difícil. Se eu sei quem está na cena, eu começo a escrever o diálogo, alguns dos quais podem ser cortados depois, mas essas conversas podem fazer a bola rolar, no entanto. Meus personagens querem chegar onde eles estão indo, e eles vão dizer o que se precisa dizer para que isso aconteça.

Eu li que você nunca iria escrever um romance LGBT, por quê?

Já pensei em escrever um romance LGBT, mas eu não me senti compelida a fazê-lo ainda. Eu tenho personagens secundários gays em todos os livros, mas eu ainda não tenho que escrever a partir de seu ponto de vista. Eu acredito que isso tem a ver com o fato de que meu irmão era gay e eu o perdi para a AIDS em 2007. Eu sentiria uma responsabilidade muito pesada escrevê-lo como se deve, se isso faz sentido. Se eu fizer isso, será porque um personagem gay me agarrou pela camisa e disse: "escreve a minha história."

Os personagens na capa de Easy e Breakable são como você os imaginou em sua mente?

Isso é muito particular, no Easy se parece com eles para mim, sim. Em Breakable, não muito, apesar de ser as mesmas pessoas. É raro para mim encontrar uma pessoa real para meus personagens se parecerem.

Se você pudesse trocar de lugar com qualquer personagem, em qualquer livro, por 24 horas, quem você escolheria?

Os livros são uma fuga maravilhosa, mas trocar de lugar com alguém?  Talvez eu gostaria de ser Hermione Granger por um dia.

(Eu também!!)

A sua família lê os seus livros? Se assim for, o que eles pensam sobre? Tenho certeza de que Easy não foi o mais fácil para eles lerem.

O meu marido tem sido o meu primeiro leitor para tudo que eu escrevi. Ele tem estado muito envolvido com meu processo de escrita. Minha filha também tem lido tudo - ela é uma dos meus leitores beta. (Ela é uma estudante de doutorado em pesquisa biológica de 24 anos de idade, por isso ela é uma boa leitora teste para mim uma vez que ela é muito analítica.) Meu filho mais velho trabalha com a série BTL, como ele é um ator que agora vive em Los Angeles (ele era um estudante de teatro na NYU, quando comecei a série). Meu filho mais novo ... Eu escolhi o seu cérebro para algumas coisas (como o jogo baixo de Jacqueline), mas sua namorada lê os livros e diz a ele sobre eles. Todos eles sabiam sobre a minha história pessoal antes de eu escrever Easy, e eles foram muito favoráveis ​​a mim escrevê-lo.

Como é a sua rotina de escrita? Você escuta a música de inspiração, se fecha longe de tudo? Escreve em cafés? Como é um dia típico na sua vida quando você está no meio do processo criativo de um dos seus romances?

Ouço música, a menos que eu estou escrevendo um diálogo, nesse caso então eu geralmente preciso de sossego. Eu criei uma lista de reprodução para cada livro e jogo qualquer coisa que me inspira nela. A lista de Sweet tem atualmente 124 faixa. Eu quero reduzi-la e atribuir uma música por capítulo e então eu vou postar toda a playlist no youtube. Tenho listas para todos os meus livros.

(#PartiuYoutubeProcurarEssasPlaylistsParaVocês)


Você pode descrever 'Sweet' com apenas 3 palavras?

Amigos para amantes <3

Sweet, será por apenas um ponto de vista ou será duplo?

Sweet é contada em pontos de vista alternados - a minha maneira favorita para contar uma história.

Eu quero escrever um livro. Alguma dica?

Se você quer escrever, escreve. Leia o máximo que puder. Não só o gênero que você quer escrever - leia fora, muitas vezes, e especialmente quando se escreve. Escreva em sua voz. Faça a sua velocidade. Escreva o livro que você quer ler. Leia livros sobre a escrita que foram escritos por autores cujo trabalho você respeita quando você estiver pronto para aperfeiçoar seu ofício. (Meus livros favoritos de escrita são Stephen King, Margaret Atwood e EM Forster.) Eu ainda estou aprendendo a me desafiar e tentar melhorar a cada livro.

Você achou mais difícil de escrever a partir de uma perspectiva masculina? Você prefere ler uma certa perspectiva de um romance?

Não é mais difícil de escrever a partir de uma perspectiva masculina, se eu entender suas motivações. A dificuldade surge quando eu não posso entrar na cabeça de alguém.

Você vai escrever mais depois de Sweet nesta série ou irá escrever outra série?

Eu não quero prometer o que eu não poderia cumprir, por isso não tenho nada definitivo ainda apenas. Tenho ideias para mais um spinoff de Contornos do Coração, mas vamos ver como isso se vai.

O que a fez optar a escrever para viver?

É tudo que eu sempre quis fazer. Escrever é como dizer a mim mesma uma história. Eu também gosto de ler, e eu optei por escrever os livros que queria ler, mas não conseguia encontrar.

Ao escrever um livro como você decide se é digno de um spin-off?

Não é o livro original que deve ser digno, é a história do spinoff ou as personagens. Neste caso, quando eu terminei Breakable, eu não conseguia parar de pensar Boyce e Pearl. Assim como Lucas, eu sabia que havia algo que não estava me dizendo. Eu amo quando as personagens que crio me surpreende. Eles fizeram.

Sweet tem conexão com o mundo da Easy e Breakable? Por exemplo, a localização, os personagens secundários, etc?

Sim, a localização e algumas das personagens secundárias será reconhecível para os leitores de Breakable (na parte do livro narrado por Landon). Mas a leitura de Breakable não é estritamente necessária, pois eu escrevi essa história para ficar em sua própria história.

As personagens de Easy aparecerão em Sweet?

Como personagens secundárias verdadeiras, não. Lucas terá uma participação muito pequena. A história se passa no verão depois da pós-graduação de Pearl (e Lucas). Para Lucas & Jacqueline, esse período é coberto em Breakable. Eles são mais propensos a aparecer no próximo livro, se eu decidir escrevê-lo. (Eu raramente tomo essa decisão até que eu começar a escrever.)

Se Easy & Breakable fosse transformado em um filme quem você escolheria para interpretar Lucas & Jacqueline?


Eu não tenho nenhuma ideia de quem eu gostaria para interpretá-los. (Autores geralmente não têm voz para isso, por isso, talvez seja melhor se eu não tenho uma ideia em na minha cabeça! )


Qual é a melhor coisa de ser um escritor?

Ser uma autora publicada sempre foi o meu emprego dos sonhos. Eu caí de amor com os livros e a leitura quando era uma criança pequena, e o momento em que eu soube que eu poderia usar as mesmas 26 letras junto com a minha imaginação para inventar histórias para outros lerem, eu tinha que fazer isso. Eu escrevi há muitos anos - histórias, ensaios, poesia, posts, romances concluídos e abandonados. Quando resolvi colocar uma de minhas histórias na Amazon eu não esperava vender nem vinte cópias. O fato de que os leitores não só leram, mas também queriam mais - foi a melhor sensação que senti. Autores apenas querem criar histórias para qualquer um que vai ouvi-los. Saber que eu tenho ávidos leitores / ouvintes é a melhor parte disso para mim.


  E então gente? O que acharam?

Eu confesso que fiquei boquiaberta em algumas questões, por exemplo, quando ela relatou que sofreu assédio sexual. Muita coisa fez sentido para mim em Easy depois dessa afirmação. E sobre o irmão? Guerreira essa autora.

Gostaram da entrevista? Me contem tudo!!

Ah, só pra lembrar... em nossa página está rolando o sorteio de No Mundo da Luna autografado pela Carina Rissi, querem ganhar? Corre até lá e conferem.


14 comentários :

  1. Maya linda!
    Eu amo a escrita dessa autora, já li esse livro duas vezes, nunca pensei que ela podia ter sofrido uma agressão dessas tmbm, meu coração apertou aqui! Lucas é lindo, amo a história, quero ler os próximos livros escritos por ela e amei e entrevista! Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paulinha *.*

      Somos duas!! Quando eu vi essas perguntas eu parei assim, não!! Tenho que traduzir e me surpreendi com isso da agressão. Fiquei emocionada.
      Lucas é tudoooooo de bom hahaaha
      Estou curiosa por Sweet... ele vai ser lançado agora em abril!!! To doida pra chegar no Brasil logo haha

      Beijos
      Obrigada por comentar e volte sempre <3

      Excluir
  2. Olá!
    Easy é um dos meus livros favoritos. Gosto muito da escrita de Tammara, principalmente pela forma como ela abordou o tema "agressão sexual". Não fazia ideia de que ela já tinha passado por isso, agora entendo como ela conseguiu abordar o assunto da maneira como abordou.
    Ótima entrevista!
    Beijos

    Li
    literalizandosonhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiii Aline!!
      Eu também amei Easy quando li... eu não sabia dessa historia da Tammara, mas explica muita coisa né?
      Que bom que gostou da entrevista

      Beijos
      Obrigada por comentar e volte sempre <3

      Excluir
  3. Oii, tudo bem?
    Eu sempre acho o maximo as entrevistas que você posta, a Tammara com certeza é guerreira, ela encontrou uma maneira de se expressar atraves da escrita, com certeza não foi facil guardar tudo aquilo dentro dela, até hoje eu só li Easy, mas esto doida para poder ler os outros livros dela.

    www.fonte-da-leitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Giovanna tudo sim e com vc?
      Aiiii que bom que você gosta... não tem ideia do quanto me deixa feliz ler isso....
      Realmente, concordo com você... menina eu não tinha ideia de que ela passou por tudo isso eu fiquei chocada quando estava traduzindo a entrevista. Mas se ver justifica como ela soube expressar muito bom o que a Jacqueline passou.
      Menina lê Breakable... ele conseguiu superar e muitoooo Easy

      Beijos
      Obrigada por comentar e volte sempre <3

      Excluir
  4. Oie, Maya!
    Nunca li nada da autora, apesar de sempre ver Easy com boas recomendações. Uma hora vou acabar dando uma chance, acredito. Quero começar primeiro pelos romances históricos, sabe? Já que não curto muito o gênero. Enfim... Sobre o assédio sexual, não me surpreendo não. Sofri isso no meu estágio e tive de sair às pressas de lá porque chegou num ponto em que eu estava me colocando em risco, especialmente se revidasse. Cara poderoso, que acha que é o lindão e dono do mundo, já viu né? Não foi uma experiência muito boa, mas fico feliz em dizer que ele nunca tocou em mim.
    Com carinho,
    Celly.

    http://melivrandoblog.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha nossa Celly que horror!!!
      Ninguém merece passar por isso, mas que sorte que não ocorreu nada de mais grave com você... deveria ter denunciado ele...
      Romances históricos são a coisa mais fofa de todos!!! Adoro todos... Estou lendo os da Julia Quinn.
      Sobre os livros dela, o primeiro Easy ela conta essa historia do assedio... não sei se seria bom pra vc reviver isso, mas ao mesmo tempo acho que seria legal ver a superação igual a sua.

      Beijos
      Obrigada por comentar e volte sempre <3

      Excluir
  5. Olá!
    Adorei a entrevista. A autora parece ser muito simpática. Eu tenho os dois livros dela, mas ainda não pude ler. Espero poder faze-lo em breve.
    Beijinhos!
    http://eraumavezolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Suelen
      Ela é demais né? Super simpática e presente... acredita que ela curtiu e comentou todos os nossos posts sobre ela no twitter e instagram?

      Beijos
      Obrigada por comentar e volte sempre <3

      Excluir
  6. Oiee ^^
    Que bacana vocês terem conseguido entrevista com ela! Estou lendo Breakable agora e amando! Não sei se é possível me apaixonar ainda mais pelo Landon/Lucas ♥ Estou doida para ler mais livros dela e conhecer melhor os outros personagens ♥
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiii Dryh!!!
      Essas perguntas são perguntas que ela se disponibilizou a responder de fãs no Goodreads dela.
      Eu amo o Lucas demais <3 hahahaha
      Agora em abril será lançado o Sweet lá fora, acredito que lá pra época da Bienal a Verus estará lançando aqui :3

      Beijos
      Obrigada por comentar e volte sempre <3

      Excluir
  7. Cara, que entrevista bacana, gostei demais. Ainda não li nehum livro da autora, mas espero conseguir ler pelo menos um esse ano.

    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiii Simeia!!
      Que bom que gostou... leia sim, os livros da Tammara são incríveis

      Beijos
      Obrigada por comentar e volte sempre <3

      Excluir

Agradecemos por comentar! ^_^