28 de junho de 2018

Resenha: Meu Maior Presente – Mila Wander.

em 28 de junho de 2018

7 comentários
Título: Meu Maior Presente.
Autora: Mila Wander.
ISBN-13: 9788542210200.
ISBN-10: 8542210204.
Ano: 2017. Páginas: 352.
Idioma: Português.
Editora: Essência.
Gênero: Ficção, literatura brasileira, romance.
Encontre no Skoob.
Compre: aqui.

Sinopse: Lucas – “Não escolhemos o amor, é ele quem nos escolhe. Mas e se essa escolha estiver errada? ”

A história de um amor proibido, escrita pela mesma autora do sucesso O Safado do 105.

Lucas foi abandonado num orfanato e só aos nove anos de idade ganhou o presente que mais desejava: uma família.

Mel nasceu na família perfeita. Seu pai, sua mãe e seu irmão, dez anos mais velho, a amavam. Ela era o xodó dos Carvalho Lemos. O que ninguém esperava era que, na adolescência, Mel começasse a olhar de um jeito diferente para Lucas, seu irmão adotivo, seu protetor, seu motorista de baladas, seu confidente.

Ele também a percebeu diferente, a desejou e seu amor fraterno se transformou em outra coisa. Lucas, porém, não podia deixar que esse novo e assustador sentimento arruinasse seu sonho de ser amado por uma família.

Mas o que fazer com a vontade de seu coração e seus desejos? Mel, com certeza, sabia o que fazer.

Mel – “Só me sinto viva com você. Só me encontro em você. ”
  

Olá! É recomendação de livro nacional que você busca? Então venha conhecer a história de Lucas e Mel, da nossa querida autora, Mila Wander!


Lucas não teve um começo de infância bom, seu pai biológico era alcoólatra e a mãe não tinha condições de criá-lo. Depois de alguns anos em um orfanato, ele decide pedir para o papai noel uma família. Só que ele não esperava que duas pessoas que não se conheciam, iriam mudar sua vida para sempre.


[QUOTE] “Ainda me lembro do sorriso da minha mãe. Ela apareceu no pátio do orfanato como um anjo de cabelos cacheados cheios e esvoaçantes. O abraço que me deu foi capaz de me fazer chamá-la de mãe sem pensar duas vezes. Quando olhei para o meu pai, e de cara percebi o quanto se parecia comigo – loiro, embora hoje em dia seus cabelos ameacem ficar grisalhos, dos olhos verdes grandes – , foi impossível para o meu coração não disparar. Costumo dizer que os adotei para mim naquele instante.” [...]

Após um tempo da adoção, ele ganha uma irmãzinha. Lucas e Mel cresceram juntos, como melhores amigos, mas o problema começou a partir do momento em que Lucas passou a ver Mel com outros olhos, não mais como um amor de irmãos, mas sim com um desejo e ciúme de um casal.

Mel é uma adolescente, de 16 anos, que tem como maior problema social, ainda não ter dado seu primeiro beijo. Ela recorre ao irmão mais velho, que é seu melhor amigo, só que para ela de nada adiantaram os seus conselhos. Até que Mel resolve que Lucas vai ajudá-la, e pede um beijo a ele. Todavia... Mel não sabe que seu irmão é apaixonado por ela.

Lucas tenta de todo modo fazer com que sua irmã desista da ideia maluca de que tem de ajudá-la quanto ao fato de "nunca ter sido beijada", mas de nada adiante. Então o rapaz a ajuda, mas o beijo sai de controle e Lucas se sente mais culpado do que nunca. Com isso, ele resolve se mudar para Toronto, onde recebeu uma proposta de emprego, só que as coisas se complicam, porque Mel não aceitou muito bem essa história. Para ela, Lucas havia quebrado uma promessa, e junto com isso cortado laços com ela.

[QUOTE] "(…) Promete que nunca vai me deixar, maninho?" – "(…) Não vou te deixar nunca, Mel." (…) Mas eu a deixei, porque o meu amor por ela era mais forte do que a minha vontade de tê-la para mim. [...]

Levi, o pai de Lucas, depois de ter se passado dois anos dessa mudança, e dele estar morando longe, que ele volte, pois não sabem mais como lidar com Mel. Ela não é mais aquela menina carinhosa e doce, em seu lugar encontrava-se uma mulher decidida a machucar Lucas, de personalidade forte e com opiniões formadas.

Durante um tempo, Mel ignorou o que sentia pelo irmão, no entanto, ela sabia o que queria: magoá-lo do jeito que ele fez com ela. Porque ele a deixou sozinha quando mais queria que alguém ficasse com ela.

[QUOTE] "Só quis te proteger desa loucura. Se eu te contasse, só pioraria a nossa situação. Você era muito nova." (...) – "Exatamente. Eu era nova demais para entender, mas não para ter o coração quebrado de um jeito tão imundo, não é mesmo." [...]

Ela possuía sentimentos fortes por Lucas e não sabia disso até aquele beijo. Lucas não soube como reagir, o medo de que seus pais não gostassem, de ser rejeitado novamente, não o deixavam pensar direito. Será que esse amor proibido vai conseguir vencer as barreiras? Lucas e Mel vão ficar juntos? Seus pais vão descobrir? Eles serão capazes de mudar a relação de irmãos para algo além?

[QUOTE] “Não. Tenho medo que isso não mude… Que você nunca mais consiga rir como antes, despreocupadamente. Mas, por outro lado, tenho medo que você consiga rir e que o motivo do seu riso não seja eu. É um sentimento muito egoísta.” [...]

Meu maior presente nos trás uma história que envolve um tabu, algo considerado errado, mas que a autora conseguiu nos apresentar de um forma bonita, de um amor proibido entre irmãos adotivos. Algo que hoje em dia muita gente acha difícil de lidar, e convenhamos que é, porque não é fácil compreender como irmãos, ainda que não biológicos (graças), conseguem olhar-se de um modo além de fraterno. Mas Mila traz para gente um pouquinho do que um casal que convive a muito tempo com o título "irmãos" sofre quando um se sente culpado, com o apoio ou não da família.

Eu amei a história e confesso que muitas vezes, algumas partes me estressaram, pela culpa do personagem, a mudança de comportamento de outro, mas tudo ajudou na construção do enredo e do jeito certo.

Lucas e Mel foram bem construídos, assim como seus pais e todos os personagens envolvidos. A é contada pelo ponto de vista de Lucas e nos mostra como eram os pensamentos do mais velho da relação, ainda mais sabendo que algo estava errado. Que decisões precisavam ser tomadas, e que nem sempre se esconder é uma solução. O livro, ao meu ver, não é uma apologia ao tema, a autora teve um cuidado todo especial ao escrever essa história desses irmãos adotivos.

Se recomendo? Sim, para quem puder abrir a mente e olhar a história além do que ela é, para quem está preparado para a mensagem que a autora quer passar. É um tema tabu, porque ainda que adotivos, eles foram criados como irmãos. Você se acha capaz de lidar com essa questão? Então, leia!

Classificação:


Até mais ver!



7 comentários :

  1. Amo indicações de leituras nacionais, ainda mais quando elas chegam assim, em forma de presente!rs
    Não conhecia o livro,mas adorei muito tudo que li acima. Um tema bem pesado e só quem tem mente aberta realmente, pode querer não somente ler, mas também tentar entender um enredo assim.
    Me veio Proibido na memória, talvez por trazer praticamente o mesmo tema,mas ainda muito mais complexo.
    Com certeza, vai para a lista de desejados.
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Eu não lembro de já ter visto algo sobre o livro, e confesso que o tema me deixa meio assim, tipo os dois são irmãos, foram criados juntos! :O
    Mas, vou dar uma chance, e ver se consigo ver tudo com outros olhos, rsrs.
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  3. A Mila é bem conhecida no meio literário, mas ainda não li nada dela apesar de ter muit vontade. De fato o tema da narrativa é extremamente polêmico, porém saber que a autora soube conduzir o enredo de uma que tornasse a história bela e sem apologia me faz desejar ler essa obra. Às achamos estranho esse tipo de discussão, mas é importante lembrar que um amor entre irmãos adotivos não está longe de acontecer na realidade e a culpa por esta amando "alguém errado" pode causar problemas sérios a esses indivíduos. Achei muita coragem da autora se propor a discutir tal assunto. Vou tentar ler esse livro o mais rápido possível!
    Beijos do Wes ^^

    ResponderExcluir
  4. Parece bem instigante o desenrolar dessa história que ainda não conhecia, no geral, o pouco que conheço da escrita da autora sei que é bem atrativa. Ainda bem que o tema tabu é tratado com fluidez.

    ResponderExcluir
  5. Olá, tudo bem? Caramba, que dilema esse entre a Mel e o Lucas, deve ser bem complicado para ambos. Fiquei bem curiosa para ler o livro, porém tenho que estar preparada psicologicamente para esse romance entre "irmãos". Adorei tua resenha!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  6. Oi!
    O tema é bem diferente do que já li, e ainda não conhecia o livro, mas fiquei bem interessada. Ainda mais por se tratar de um livro nacional e pelo fato da trama ter sido bem construída. Vou deixar sua dica anotada aqui para conferir o quanto antes. Estou bem curiosa!

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    A escrita da Mila Wander é bem fluida e essa história apesar dos temas abordados, não ficou cansativa e acho que ela soube explorar bem ao longo da narrativa.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir

Agradecemos por comentar! ^_^



TOPO