Autores Livros Entrevistas Filmes Games HQ's Mangás Wattpad Sagas Seriados

10 de abril de 2017

[Séries & Tal] 13 Reasons Why.


Título: 13 Reasons Why.

Sinopse: Enquanto todos na escola estão de luto pela morte de Hannah Baker, Clay recebe uma caixa com fitas gravadas por ela antes do suicídio.

Gêneros: Séries, TV, Adolescente, Séries dramáticas.

Criador: Brian Yorkey.

Estreia Mundial: 31 de Março de 2017.

Elenco de Os 13 Porquês (1ª Temporada):
Dylan Minnette - Clay Jensen
Christian Navarro - Tony
Katherine Langford - Hannah Baker
Derek Luke (I) - Sr. Porter
Alisha Boe - Jessica Davis
Devin Druid - Tyler Down
Amy Hargreaves - Lainie Jensen
Henry Zaga - Brad
Brandon Flynn - Justin Foley
Justin Prentice - Bryce Walker
Kate Walsh - Sra. Baker
Mark Pellegrino - Officer Standall
Miles Heizer - Alex Standall
Ross Butler - Zach Dempsey




Olá!!!

Nana aqui para falar sobre a série do momento, Os 13 Porquês, em inglês, 13 Reasons Why, produzida pela Netflix!

Baseado no livro de mesmo nome, do autor Jay Asher, essa série vem para mostrar o lado feio e cruel do bullying em um colégio nos Estados Unidos. Aqui eu não vou falar sobre o livro, vocês vão saber como foi assistir essa série que a Netflix nos trouxe.

Quer saber como foi essa experiência? Já sabe, segue lendo!




13 Reasons Why, a série, conta a história de Hannah Baker, uma estudante que cometeu suicídio, mas antes disso ela grava sete fitas K7 com os treze porquês dela ter feito o que fez. Tudo começa com as fitas chegando nas mãos de Clay Jensen, um adolescente bastante normal, e um garoto com um histórico estudantil muito certinho, todo amigável. Por essa personalidade tão amigável e até mesmo um tanto passiva, Clay fica surpreso por ele ser um dos motivos de Hannah ter cometido o suicídio.

Por se tratar de uma série com 13 episódios, eu não vou estragar a surpresa que é assistir cada um, com seu drama e impressões, então vou direto ao meu parecer.

A primeira coisa que me chamou a atenção nessa série foi sua cadencia de informação, não é o tipo de história que passa correndo, na verdade, quem está assistindo pode sentir um ritmo bastante dramático e tenso que faz com que cada episódio passe mais devagar, o que acabou causando a sensação de estar escutando as fitas junto com Clay.

Não é algo ruim, mas pode ser um tanto desagradável, para corações mais frágeis, sobre os assuntos que 13 Reasons Why fala: Bullying, solidão, exposição de imagem, abuso sexual, violência, estupro, suicídio. São temas recorrentes dessa série, e em alguns episódios a imagem pode se tornar bastante perturbadora.

É ruim? Não, mas como falei antes, não é para qualquer um assistir. Pessoalmente, eu não achei que romantizaram os problemas, pelo contrário, acho que a série vem com uma proposta de “vamos abrir os olhos” e tornou as imagens bastante fortes e cruéis de se assistir. É um choque de realidade ao elevar ao máximo os problemas de uma adolescente.

Não pretendo julgar ou apontar as decisões da personagem, porque isso, a série deixa para quem está assistindo criar seus próprios julgamentos, sejam eles prós ou contras. Até porque isso é um blog literário e não um “no divã com Nana” (risos).

O que senti muito forte nessa série foi a humanidade exacerbada dos personagens, de todos, dos modos loucos, egoístas, sádicos, de se protegerem de todos os tipos possíveis e imagináveis. É um aglomerado de crueldade, e mostrado de vários níveis, dos mais calculistas aos inocentes. As desculpas do porquê cada um fez o que fez pode ser algo bobo, como “estava apaixonado” ou algo muito maldoso. E essa dinâmica é muito interessante de se ver, foi feito de um jeito que quem está assistindo sinta repulsa por esses personagens ou crie uma empatia, porque todos eles são falhos. Nenhum deles é a perfeição que eles aparentam ser. E essa foi uma das grandes sacadas dessa série.

Mas, nem tudo são flores, o ritmo que a série impõe faz com quem está assistindo deseje chegar logo no final, se 13 Reasons Why lhe prender, você vai querer assistir tudo enlouquecido para saber toda a verdade, tanto da Hannah, como dos outros personagens. Porém, o final deixa a desejar, e todo aquele clima se dissolve nos últimos minutos.

O final ficou aberto demais, não de um tipo controlado, mas finalizou com um caos de informações que, creio eu, acabou instigando o pessoal a falar sobre uma segunda temporada. Vamos estar esperando por isso, entretanto, a sensação que a série deixa é: “A vida segue”. Independente de todas as crueldades, maldades, ela segue.

Para finalizar, a série tem uma ótima fotografia, ela foi bem produzida, toda a equipe da netflix caprichou muito, as cenas de memórias com a realidade se dissolvem e se complementam de maneira harmoniosa, ficou um trabalho lindo.

E para quem está pensando que essa é apenas mais uma série de adolescentes, só digo que está enganado, é obvio que a intensão é tratar de assuntos fortes e eles deram uma “cara” mais jovem adulta para os problemas desses personagens.

É um drama muito bom, ele tem uma carga de suspense e tensão grande, que se te agradarem, torna 13 Reasons Why um prato cheio. E como previsto vai causar muita discussão nas redes sociais, afinal, os temas são polêmicos e as opiniões são fortes! (risos)

Espero que tenham curtido, sei que muita gente já viu essa série e gostaria de saber a opinião de vocês, então, não deixem de comentar!

Beijos e até a próxima!
PS. Lendo os textos pela internet, sobre propagação do suicídio, e como essa série pode fazer mal a um grupo de pessoas mais suscetíveis as cenas fortes, gostaria de falar que tenham bastante cuidado na hora de escolher assistir essa série. Como falei diversas vezes no texto, não é para qualquer um. Então, na duvida, procure outros textos, não resenhas, mas críticas a essa série e tenha certeza de que você está pronto para assisti-la. 13 Reasons Why mostra cenas muito pesadas, como o suicídio da personagem. Contudo, estou aqui para fazer a resenha e não uma critica, caso queiram uma critica mais ampla venham falar comigo no instagram pelo @nana.garces e passo um dos textos que mais abrangeram a critica a essa série.

Para finalizar, suicídio nunca é a resposta. Peça ajuda sempre, não desista!

36 comentários :

  1. Uauuuuu!!! Tenho ouvido falar muito nessa série nos últimos dias, tinha até pensado em assistir; Mas, como eu pobre coraçãozinho tah muito frágil, vou ter que estar melhor emocionalmente para aguentar toda a tensão.
    Obrigada pela resenha...bjus

    ResponderExcluir
  2. Oi Nana!
    Adorei sua resenha, e assim como você, compartilho algumas opiniões sobre a série. Acho que eu não teria resenhado sobre o tema tão perfeitamente como você, e quero ressaltar a parte onde você diz que a impressão no final foi de que a vida segue, eu acrescentaria o fato de todos, absolutamente todos os personagens terem de alguma forma tentado colocar a culpa dos seus atos na Hanah, e por isso ficamos com a impressão de que a vida segue, ora de fato a vida segue! Vemos isso todos os dias, quantas e quantas Hanah´s não estão espalhadas por esse mundão...
    Eu curti a série e fiquei #chatiada com o final, e aguardo o anuncio de uma nova temporada.

    E reforço a dica: SUICÍDIO NÃO É A SAÍDA. BUSQUE AJUDA!

    ResponderExcluir
  3. Eu ainda não assisti à série mas é porque eu quero ler o livro antes. Tenho certeza que eu vou gostar e sentir o impacto da trama.

    ResponderExcluir
  4. Olá
    Sua resenha ficou maravilhosa, e realmente procurar ajuda é o melhor caminho, mesmo que seja difícil.
    Mas não sinto vontade de assistir a série, sei que teve muitas mudanças, mas gostei muito pouco do livro para assistir 13 episódios de uma série baseada nele.
    Sobre o cuidado ao assistir a série, nunca pensei que um dia falaria isso, mas concordo com as pessoas que dizem que se deve tomar cuidado se estiver mais sensibilizado, quando li o livro já sabia que tinha sofrido bulling na minha vida escolar, mas depois do livro fiquei com a impressão de que o negócio foi mais forte do que eu imaginava, por que o autor transforma tudo em ofensa, em ataque, em violência. Alguém mais frágil pode passar a ver aquilo que antes ele levava com tranquilidade com outros olhos e passar a enxergar no suicídio uma solução.

    ResponderExcluir
  5. Oii, tudo bem?
    Li o livro há alguns anos atrás e entrou pra minha lista de favoritos. Agora, estou assistindo a série, mas confesso que não estou gostando muito. Sei que é um tema importante e deve ser abordado (depressão, bullying, suicídio), mas vejo também muitas pessoas assistindo a série que em algum momento da vida fora como Hannah Baker... é uma série que não foi feita para pessoas com problemas assim, ela serve pra conscientizar as pessoas que foram ou são um dos porquês. Está sendo bem complicado ver pessoas que sofreram tanto assistindo a série, muitas já me disseram que está sendo um gatilho pra eles :(

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem?
    Eu ameeei a série, e é a primeira vez que digo, que uma adaptação está melhor que o livro!
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  7. Eu acho que muito mais do que gatilho a série e o livro servem de alerta. O que vejo na internet é as pessoas dizendo que foi muito mimimi... Quando na verdade foi DEPRESSÃO. E depressão é um doença e mata. Mata adolescentes e adultos por todo mundo, quando chegam num ápice da doença em que não enxergam mais nada. E dizer que isso é mimimi, querer chamar a atenção é ser um dos porquês. Precisamos falar sim sobre esses assuntos, como todos, depressivos, suicidas, adolescentes, escola, família, sociedade. Todos nós preferimos tratar com tabu para não reconhecer as nossas culpas.

    Bjos

    ResponderExcluir
  8. Olá,

    Adorei a sua resenha, eu acho que a série é um gatilho para quem já tentou cometer suicídio (eu sou um, mas não foi atingido). A depressão é um assunto que devemos debater bastante, pois muitos falam que é bobeira, mas eu não acho isso, dos livros que já li sobre o tema e dos amigos que já perdi, eu posso confirma que depressão é não é mentira. Eu adorei acompanhar a série, agora estou querendo ler o livro! ♥

    → desencaixados.com

    ResponderExcluir
  9. Essa série tem dado o que falar... infelizmente, enquanto ela tiver em alta assim não vou parar pra assistir. Primeiro pq ta na modinha pra todo mundo, segundo pq to cheia de série atrasada pra por em dia, resumindo unindo o util ao agradável... isso vai dar tempo para a série esfriar um pouco.

    Raíssa Nantes

    ResponderExcluir
  10. Estou assistindo a série falta 4 episódios e estou como o menino Jesen, é um tema bem polêmico o bullynig na escola, componentes aluna que já fui podemos falar que sempre existiu , aquela pessoa muito magra ou muito gorda,por classe social, cor ou televisão. Hoje como professora isso infelizmente continua mais parece que está mais agressivos, não sei se existe limite pra isso mais se existe ,as pessoas já ultrapassaram e faz tempo. Infelizmente crianças , jovens e até mesmo adultos cometem suicídios​ por não aguentarem mais esses tipos de situações, pessoas que passaram por esse tipo de situação ,creio eu que em primeiro lugar é Deus e depois uma família estruturada.

    ResponderExcluir
  11. Oi.

    Adorei a sua resenha!! Terminei toda a temporada essa tarde. Desde que saiu na Netflix e eu assisti o primeiro episódio, estava bem ansiosa para ver todos. Fiquei feliz pelo o que vi, gostei muito da série, apesar de não ter lido o livro ainda, consegui me identificar e me envolver com os personagens e suas histórias. Estou torcendo para que tenha uma segunda temporada.

    ResponderExcluir
  12. Foi uma das melhores resenhas que li até agora. Falar da série e não falar dos temas e da repercussão é bem difícil, deixar sua própria opinião sobre ela pode complicar ainda mais o debate, não é? Eu assisti o seriado assim que estreou e ainda não consegui finalizar a resenha justamente por isso. Estou quase desistindo... Talvez, por tanta repercussão, os produtores optem pela segunda temporada, mas particularmente eu acho que seria forçar uma barra, como você enfatizou, "a vida segue".

    ResponderExcluir
  13. Heiii, tudo bem?
    Estou terminando de ver a serie e por enquanto eu estou gostando mto.
    Fiquei surpresa com mtas coisas, e fiquei emocionada em varias partes.
    Vou finaliar a serie pra falar se gostei ou nao, mas ate agora tem atendido as minhas expectativas.
    Beijos.

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
  14. Olá linda,

    Belo posicionamento e pela resenha com pontuações perfeitas sobre o assunto...até porque evitar o suicídio é o trabalho de toda a sociedade, porque a depressão hoje é uma das doenças que mais mata jovens pelo mundo. Ou mudamos nossa visão sobre a importância de cuidar dos outros ou simplesmente vamos ver os números aumentarem e sonhos serem interrompidos.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  15. Vou me abster. Não vou comentar porque eu não gostei dessa série e tenho os meus motivos para não ter gostado. Tentei explicar isso e só causou polêmica de pessoas que acharam que eu era a favor de bullying, assédio, estupro e etc. Não sou a favor. Porém, tenho os meus "porquês" de não ter gostado da série.
    E falando sobre o seu texto, eu adorei que você colocou o seu ponto, mas alertou que cada um deve pensar se deve assistir ou não. Gostei!

    ResponderExcluir
  16. Olá Nana! Eu assisti a série tem uns dois dias e concordo plenamente com você. Ela realmente não é para qualquer um, pois as cenas trazem a realidade cruel e que nem todos gostam ou ás vezes até pensam que seja apenas drama de adolescente. A adaptação me fez refletir muito e lembrar de coisas que eu tentei esquecer quando estava no ensino médio. Adorei a sua resenha e espero que as pessoas possam ver por outra perspectiva os temas que são abordados na série, e que nunca esqueçam que isso pode acontecer com qualquer um, e que elas precisam de ajuda. Bjss

    ResponderExcluir
  17. Oi, Nana
    Já li o livro e adorei, fiquei devastada. Estou assistindo a série ainda, não terminei. Mas entendo o que diz. O povo já está discutindo nas redes sociais, né? Claro! haha As opiniões são fortes! Por isso já nem participo, tenho uma opinião um pouco diferente da maioria.
    Mas concordo, essa série não é para qualquer um, mas acho que todos os jovens deviam assistir, pois o bullying é um assunto muito real e que, infelizmente, está encravado na sociedade.

    Blog Livros, vamos devorá-los

    ResponderExcluir
  18. Uaal!!
    Essa é a serie que mais ouvi falar nas ultimas semanas, e despertou um certo interesse para assistir, pena que eu não me dou bem com series, sempre acabo dormindo nos episódios rs.

    Adorei o post.

    ResponderExcluir
  19. Caramba, amei sua resenha. Confesso que não li toda, pois ainda não terminei de assistir a série. Eu li o livro há uns anos atrás e confesso que, apesar de ter mexido bastante comigo, não foi um dos meus livros favoritos. Li alguns que abordaram o bullying de uma forma que me conquistou mais, sabe? A série tem algumas coisas diferentes, que estou na esperança de amar.

    ResponderExcluir
  20. Oi ^^

    Eu ainda não assisti a série, está lá na minha lista da Netflix, mas estou resistindo, pois quero primeiro ler o livro. Como estou com pouco tempo agora para ler, acabo ficando mais ansiosa pela série hehehe

    ResponderExcluir
  21. Oie! A série está causando polêmica. Vi pessoas discutindo se a forma como o suicídio foi mostrado era necessária. Li gente que acha que algumas pessoas não devem ver sozinhos porque pode ser gatilho. Vi também notícias que inspiraram outras a entrarem em contato com o CVV e pedir ajuda. Ou seja, tem o lado bom e o lado ruim. Precisamos pensar e agir para que não existam Hannahs na vida real. Obrigada por ser tão clara no seu texto. Abraços!

    ResponderExcluir
  22. Oii,

    Gostei muito das suas impressões sobre a série. Tenho que dizer que acabei de ver a série na semana passada e ainda estou bem sentida do que vi. A série é maravilhosa, e traz assuntos sérios e que com certeza devem ser discutidos. E é isso que está acontecendo, e é maravilhoso. Parabéns pelo post.

    Beijos

    ResponderExcluir
  23. olha, confesso que fiquei com receio de terminar de ler sua resenha, com medo de spoilers, pois ainda não iniciei esta serie, e pretendo muito assistir pelo fato de ela ser muito citada entre meu meio, >.< mas a impressão que você deu, foi só para ampliar minha vontade de assistir

    ResponderExcluir
  24. OOi!
    Realmente, não é uma série que você pensa: Que série maravilhosaaaa, que beleza, delícia... NÂO! É uma série desagradável, que dóoooi só de assistir. É uma alerta!
    Eu sou dessas que se entregam demais as coisas que lê/assiste, e às vezes nem gosto disso. Isso aconteceu com 13RW, até hoje ela me incomoda. É difícil descrevê-la, tanto que nem procurar falar nada no blog. Digamos que achei ela: desagradavelmente incrível!

    ResponderExcluir
  25. Olá!
    Eu amei a série até por esse suspense pois o Clay demora demais para assistir tudo que dá até agonia ao contrário que o livro que ouve de uma vez. O livro é uma bosta, mas a série foi ótima foi acrescentada na série temas homossexualidade, preconceito, problemas familiares como no caso do Justin, amei! Sua resenha ficou ótima , adorei saber a sua opinião. Bjs

    ResponderExcluir
  26. Olá!

    Eu li o livro e me decepcionei, até pretendo ver a série, mas quando pararem de falar sobre ela, minha timeline não aguenta mais tanta informação sobre ela. Aliás, a Hannah não me conveceu...

    ResponderExcluir
  27. Oi Nana! Assisti a série e ela me prendeu bastante. Não o li o livro, mas quem leu me falou que o final é no mesmo estilo. Gostei bastante da série, dos temas que ela aborda e nos faz refletir bastante. Quantas pessoas passam por isso todos os dias, buscam a ajuda e não ninguém estende a mão. A Netflix está de parabéns pela produção. Beijos!

    ResponderExcluir
  28. Eu amei a série, ela divide muitas opiniões mas o que eu acho é que a carga emocional dela e diferente para cada um, algumas pessoas amarão, como eu amei, outras odiarão e acharão os motivos da Hannah muito pequenos. Mas o que eu acho é que nunca devemos julgar a importancia de acontecimentos constrangedores para ninguém, cada um sente de maneira diferente, e aquilo pode ser mais pesado pra alguém do que é pra gente. A série me ensinou a ter mais empatia e tentar não ser o porque de ninguem!

    MEMÓRIAS DE UMA LEITORA

    ResponderExcluir
  29. Olá!
    Adorei a sua resenha, estou lendo e assistindo a série, estou bem divagar pois é bem forte e toda a história mexe com seu psicológico, eu a cada episódio, fico mal. Mal por ver como os personagens lidam com os acontecimentos, como tratam o suicídio e alguns não se culpam, seguem a vida. E eu espero que a série abra os olhos e a mente de adultos, pais, adolescentes, professores, em fim, de todos nós.

    Beijos!
    http://blogdatahis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  30. Ei Nana, ainda não li e nem vi a série, mas estou bem curiosa por conta de toda repercussão. Acho devemos sim falar desses assuntos tão polêmico que vem matando os jovens aos poucos e muitas vezes sem que ninguém perceba. Mesmo sem ter visto a série acho que a grande sacada é saber se vc vem sendo um dos 13 pqs na vida de alguém. E até mesmo para perdirmoa ajuda caso sinta que algo não vai bem.

    ResponderExcluir
  31. Olá Nana,
    Li o livro e confesso que não foi NADA do que eu esperava. Entretanto, é uma obra grande, com um tema polêmico que está gerando N discussões. Acho que o livro deixa a sensação de que você não deve ser um porquê, de que não deve praticar bullying, etc. Sobre a série: Não sei dizer nada, pois, não assisti e nem pretendo, mas acho que a abordagem dela foi diferente. É uma pena, ademais, que o final tenha deixado a impressão de ser jogado.
    Beijos

    ResponderExcluir
  32. Oie, tudo bem??!?! Eu assiti a série e confesso que gostei da produção. O livro causou muita comoção quando foi lançado e acredito que ter uma série retratando todas as dificuldades de um adolescente em se adaptar e se conectar numa escola, sofrendo bullying, sendo alvo de fofocas, não é fácil.
    Confesso que a cena da via de fato da Hanna me chocou sim, mas ela se faz necessária para alertar algumas pessoas.
    Mas como tudo na vida, existe o lado positivo e negativo, e realmente nem todas as pessoas devem assistir a série.
    Bjs

    ResponderExcluir
  33. Olá, Nana.
    Esse série tem dado o que falar. Tem pessoas que gostam muito e tem outras que são mais sensíveis e de fato não é bom que assistam.
    Eu me encaixo no grupo das que ainda não assistiram. Vou deixar passar o hype um pouco, depois vejo o que faço.
    Achei bacana você indicar que as pessoas também procurem críticas à série.

    ResponderExcluir
  34. Oii!

    Eu confesso que AMEI o livro e peguei preguiça da série. Aliás, estou achando até corajoso que faz textos sobre a divulgação dela. A atitude foi nobre, é um tabu que merece ser debatido, mas não podemos tapar os olhos para a romantização do tema. É sim, um gatilho para pessoas que são mais sensiveis e que possui transtornos piscologicos. Mas eu percebi que é impossivel falar mais de algo que se torna queridinho pq todo mundo tapa os olhos e deixa a paixão falar mais alto.
    A sua critica está muito boa e vc fez muito bem em falar para procurar outras criticas e até mesmo artigos de médicos sobre o tema.

    Beijnhos

    ResponderExcluir
  35. Oiii!!
    Eu vi a série em dois dias, não conseguia parar de assistir. Também achei que o final foi meio ruim por ter ficado em aberto, eu acredito que vai ter uma segunda temporada sim, apesar de que se não tiver, não vou reclamar também. Quero muito ler o livro, mas devido a grande procura ele está caríssimo. Agora é esperar e ver se vamos ter ou não uma segunda temporada.
    Beijos

    ResponderExcluir
  36. Oi Nana, sua linda, tudo bem?
    Tenho lido algumas críticas sobre a série, de que ela não deu a mensagem de esperança e de que os suicídio não é a saída. Alguns dizem que a série pode até influenciar negativamente pela forma como foi abordado o tema. Ainda não tive tempo de ver, mas estou gostando muito que abriu um discussão grande na blogosfera sobre assuntos graves e na TV o alcance é muito maior. Sua crítica ficou ótima!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Agradecemos por comentar! ^_^