Autores Livros Entrevistas Filmes Games HQ's Mangás Wattpad Sagas Seriados

12 de junho de 2016

[Semana dos Namorados] Minha Paixão Literária.




Ai ai...

Hoje é o último dia da nossa semana especial.

Vamos encerrar então com chave de ouro? Ou tentar...





Há quem diga que existam várias e intermináveis formas de amor. Aquele amor carnal, o amor fraternal, o amor de amigo, o amor familiar... amor, amor, amor... nunca deixando de ser amor e isso acontece porque as reações que causam no seu corpo são sempre as mesmas: o coração bate acelerado, você fica ansioso, sente aquelas famosas borboletas em seu estômago e você seria capaz de fazer de tudo por essa pessoa que ama.

Diz uma música que "Consideramos justas todas as formas de amor!" 

Sim!

Amor, é amor... não importa a sua orientação sexual, o seu status financeiro, sua etnia, religião... nada. Amor, é amor e sempre será belo da sua forma. Porque quando se ama, não existem preconceitos, distância ou falta de tempo que te impeça de ficar com essa pessoa.

O amor é algo que você não controla, você não escolhe por quem vai se apaixonar. Isso é algo involuntário, gradual e extremamente gratificante quando correspondido. 

E é a partir dessa frase que eu vou me aprofundar no assunto que iremos levantar aqui hoje.

Por favor, atire a primeira pedra aquela pessoa que nunca se apaixonou por um personagem literário.

Calma... calma.

Não estou falando daquele amor doentio e auto-destrutivo, apesar que existem pessoas que sofrem dessas condições. Nunca vou me esquecer de uma mulher britânica, acho, que se casou com o pôster do Robert Pattinson falando que era o Edward Cullen. 

Mas okay, isso não entra no caso agora...

O que eu estou falando é daquela paixão que você desenvolve ao longo de um livro que acontece quando você vê aquele personagem que pode ser totalmente o seu tipo ou não, mas que de certa forma te encanta por suas atitudes, por seu jeito e não pelas suas características em si.

Eu já amei um vilão, um mocinho, um bad boy, um vampiro, um assassino, um guardião, um roqueiro, um amor, um nerd... Nossa, como amei!

Aquelas pessoas que não entendem a relação do leitor com um livro, ou melhor, com uma história, nunca e jamais irá entender esse sentimento e por parte dessa pessoa será quase sempre inevitável você ouvir: "Tá vendo, você vive com a cara no livros ao ponto de se apaixonar por quem nem existe... Se você saísse e conhecesse pessoas de verdade... blá blá blá..."

Meu bem, para pessoas com esse tipo de pensamento eu diria que isso não mudaria em nada a minha situação com meus personagens preferidos. Todo mundo tem uma vida, todo mundo sai, conhece pessoas, namora e vive. Entretanto, você não encontrará ninguém que suprirá a sua necessidade de leitura, por que ler é algo que já parte de si.


Uma paixão literária surge do nada e dura para sempre, mas nunca ela será única.

A paixão literária pode ocorrer por carência? Sim... Com certeza pode. Pois às vezes é inevitável você ler algo romântico ou encantador e pensar "Porque eu não posso ter isso também".

Mas acredito, que na maioria dos casos, a paixão literária acontece porque você "entra" de cabeça no livro. Ou seja, você se identifica tanto com as personagens que você, em seu subconsciente, fica com aquela sensação de que é a personagem do livro. E digo isso porque, geralmente o leitor fica completamente extasiado quando finalmente o romance que o seu atual crush literário está vivendo dá certo.

A cada livro, uma nova paixão.

Se você ama um personagem, eu sinto em lhe informar que você tem a predisposição. Você tem o "vírus" e a cada novo livro que você pegar, um novo amor você irá encontrar.

Eu confesso para vocês que eu tenho várias paixões literárias: Travis, Rush, Rhage, Cross, Lion, Connor, Rony... acho melhor parar porque senão a lista vai ficar imensa. 

Contudo, o que eu quero dizer é que é importante colocar na cabeça que eles não existem e por conta disso, por mais forte que seja a "paixão" que você sinta por esses personagens, você não pode deixar de viver a sua vida e muito menos deixar isso afetar o seu dia - a - dia. Parece um absurdo ter que dizer isso, mas eu já vi acontecer.

É legal "brigar" com suas amigas por suas paixões? Sim! Eu me divirto horrores brigando por "homens" com minhas piriguetes literárias preferidas. Mas NUNCA deve deixar isso afetar uma amizade. Por que volto a dizer, ELES NÃO EXISTEM.

E muito menos você deve reger a sua vida em busca de um amor igual ao dos livros. Eu aprendi e acho que a maioria também ao longo das leituras que nenhum romance é perfeito e que não existe aquela pessoa 100% maravilhosa. Por isso, busque sempre viver o real. Uma amor de livros seria perfeito sem dúvidas, mas a chance de ele existir é uma em um trilhão.

Mas independente de qualquer coisa, quem faz a sua vida é você. Quem sente é você e quem ama é você. Não devemos ter vergonha das nossas paixões. Somos leitores e é inevitável você não adentrar a história e se envolver com os personagens. 

Sendo assim... um feliz dia dos namorados para você que ama ou já amou. Não importa que tipo de amor seja: real, virtual, de amigo, familiar, platônico... Porque amor é amor e o resto que se foda.

20 comentários :

  1. Que post mais maravilhoso e é claro que concordo plenamente com suas considerações. Quem nunca se apaixonou por um personagem literário né?! Mas realmente precisamos viver nossa vida sabendo separar as coisas em sua devida condição. Feliz dia dos namorados <3
    Beijos, Fer

    ResponderExcluir
  2. Que fofura. Acho que todo leitor que é viciado mesmo em leitura, se apaixona por um personagem literário. Eu não sabia sobre o caso da mulher que casou com um pôster, isso já é doença. Existe uma grande diferença entre ficção e realidade e por mais que desejássemos que alguns personagens virassem pessoas reais, isso jamais acontecerá. Imagina a briga que daria se o Grey de repente, se tornasse de carne e osso!!!!

    ResponderExcluir
  3. Oi, Mayara
    Adorei o post.. haha
    Eu sempre me apaixono por alguns personagens. É inevitável não é?
    Alguns eu fico mesmo pensando: será que ele existe por aí? haha
    Só nós entendemos certas coisas :)

    ResponderExcluir
  4. Oiee Tudo bom??

    Adorei o post!!!
    Eu não posso dizer que me apaixono igual as meninas, mas eu gosto sim do personagem, mas nunca fico me imaginando namorando-os, ou mesmo como o cara perfeito, porque como você mesmo disse, eles não existem. Acho que meu subconsciente é treinado ja! huhuhu
    Mas eu vejo muitas meninas com essas brigadas de 'namorados' que nem existem!

    =)

    ResponderExcluir
  5. OI!!

    Gostei muito do seu texto, o mesmo justifica e esclarece o pq das paixões literárias. Assim como em qualquer situação o extremismo é infelizmente uma anormalidade e nada ou ninguém esta isento disso, por isso o ideal é sempre ter doses de controle e cultivar o que realmente é real e que irá nos ajudar nos momentos mais inusitados. Beijos e parabéns pela proposta.

    ResponderExcluir
  6. Oi,tudo bem?
    Menina,que post perfeito! Ter uma paixão literária (ou várias) é normal mas é necessário separar a realidade da ficção. Os personagens, por mais maravilhosos que sejam não existem e nada mais são do que personagens.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Oie...
    Que post liiindo!
    Ahh... O amor! Acho que a melhor sensação do mundo é estar apaixonada, sinceramente, não tem coisa melhor rsrs... Esse seu texto só me deixou melosa por aqui, pois, passei essa data sozinha!
    Ultimamente só tenho tido paixão literária mesmo rsrs...

    ResponderExcluir
  8. Hahahaha genial esse post. Eu estou apaixonada por um personagem agora mesmo e venho caçando tudo sobre ele há semanas! Isso faz vem, te desperta para novas possibilidades literárias!
    Só tem um problema, no meu caso, dessa vez, estou numa puta ressaca literária! HAHAHAHAHAHA
    NADA mais tem graça pra mim e já tentei um monte de obras! Acho que estou de coração partido literário, existe isso? Kkk

    Adorei seu post!

    >> Vida Complicada <<

    ResponderExcluir
  9. Oii, tudo bem?
    Exatamente como eu me sinto, cada livro uma nova paixão e um sentimento de perda depois de terminar de ler, sinto falta de cada personagem que tive oportunidade de conhecer, e assim a nossa vida segue, cheio de amores literários com adeus <3
    Amei a postagem.
    Beiijinhos

    ResponderExcluir
  10. Somos dessas, a cada livro uma nova paixão. Coisa super normal e não há problema, o problema é quando a pessoa é biruta e pira na batatinha achando que o personagem é dela. Ai, ai! ~.~
    Até!
    www.viciadosemleitura.blog.br

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Que bacana teu texto!
    Meu crush literário definitivamente é o Travis Maddox, mas não passa disso, um personagem que gosto muito e adoraria que fosse real. Acho que ir além, deixando isso afetar sua vida pessoal por conta de um personagem que nem existe, já é exagero demais, rs.
    Sou dessas também, mudo a paixonite a cada livro hahaha.
    E que os autores continuem criando personagens apaixonantes para nós <3
    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Oi..
    Que post lindo!!
    amei, amei, amei..
    A cada livro um nova paixão sempre.. haha
    bjs

    ResponderExcluir
  13. Post encantador e apaixonante! Essa semana está bem romântico e com um fundo musical de amor rs. Amei seu post.

    ResponderExcluir
  14. Ooooh! Verdade, cada livro nos leva para uma paixão diferente... Conhecemos personagens que acabam por nos encantar por serem os mocinhos, os vilões, os tímidos, os engraçados, os inteligentes... Nos envolvemos com cada um deles e nunca nos sentimos satisfeitas (rs). Eu gosto de conhecer e me apaixonar por diferentes personagens, mas confesso que na maioria das vezes admiro o casal, sabe? Como a Cat e o Bones, de Night Huntress. Eu AMO o Bones, mas nunca poderia substituir a Cat na vida dele (rs). Eles são perfeitos juntos.

    Beijos!
    www.myqueenside.com.br

    ResponderExcluir
  15. Oiee

    Que lindo o post!
    Eu já fiquei encantada por alguns personagens de dar alguns suspiros rs, mas nada além.
    Mas concordo com suas considerações e sei que pode ocorrer. Única coisa é que não podemos deixar de viver nossas vidas.
    Gostei mesmo do post. Parabéns!

    bjs
    Fernanda
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Ai, amei o post. Apesar de já ter passado o dia dos namorados, todo dia é dia de amor, né? Acho que sou a única leitora do universo que nunca teve um amor literário. Gosto muito de alguns personagens, mas nunca nenhum me arrancou suspiros.

    ;D
    Nelmaliana Oliveira

    ResponderExcluir
  17. Eu sofro disso, às vezes. Não é todo o livro que me conquista, mas eu tenho uns crushies bem fortes, por exemplo, o Jamie de Outlander.

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Oiee! Achei a ideia deste post sensacional! Muito bacana as reflexões que você nos trouxe. Eu até tive alguns amores literários, srsrsr casos seríssimos. Mas é melhor deixar quieto. kkk

    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  19. Uau!!! Adorei o post.
    Realmente, quem dos leitores nunca se apaixonou por um personagem? Eu vivo me apaixonando, por alguns mais, por outros só no momento mas logo passa...rs
    Acho super válido suas considerações, e realmente não dá para parar a nossa vida achando que vai encontrar aquele personagem na vida real - mas é tão bom fingir que vai, não é? hehehehe
    E sim... Toda forma de amor é justa!!!!!
    Beijinhos,
    Lica

    ResponderExcluir
  20. Olá May!!!
    Que post mais maravilhoso e totalmente amorzinho <3
    Posso dizer que tenho algumas amigas que me julgam por ler e dizem que eu devo sair e conhecer novas pessoas e me apaixonar por alguém real.
    Porém, eu saio e conheço novas pessoas, vivo minha vida normalmente só que claro tenho meus momentos de querer ficar em casa lendo.
    Realmente somos piriquetes literárias, afinal amamos muitos personagens rsrsrs
    Amei o post e fechou com chave de ouro a semana :3

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir

Agradecemos por comentar! ^_^