Autores Livros Entrevistas Filmes Games HQ's Mangás Wattpad Sagas Seriados

30 de março de 2017

Resenha: Hellraiser - Clive Barker.

Título: Hellraiser - Renascido do Inferno.
Capa dura: 160 páginas.
Edição: 1 (Setembro/2015).
Idioma: Português.
ISBN-10: 8566636694.
ISBN-13: 978-8566636697.
Autor: Clive Barker.
Editora: DarkSide.
Gênero: Terror.
Categoria: Literatura estrangeira.
Adicione ao Skoob.
Compre: aqui.

Sinopse:

Clive Barker e DarkSide. Renascidos um para o outro. Um livro tão assustador que nenhuma editora nacional teve a coragem de lançar. Mas não pense que você está a salvo. A DarkSide Books traz para o Brasil o tão aguardado Hellraiser – Renascido do Inferno, o romance que fez de Clive Barker uma lenda viva do terror. O livro chega às livrarias em setembro de 2015, às vésperas do aniversário de 30 anos de seu lançamento internacional. Escrito em 1986, Hellraiser – Renascido do Inferno apresentou ao público os demoníacos Cenobitas, personagens criados por Clive Barker que hoje figuram no seleto grupo de vilões ícones da cultura pop como Jason, Leatherface ou Darth Vader. Toda a perversidade desses torturadores eternos está presente em detalhes que estimulam a imaginação dos leitores e superam, de longe, o horror do cinema. Clive Barker escreveu o romance Hellraiser – Renascido do Inferno (The Hellbound Heart, no original) já com a intenção de adaptá-lo ao cinema. O cultuado filme de 1987 seria sua estreia na direção, e ele usou o livro para mostrar todo seu talento como contador de histórias a possíveis financiadores. Nas palavras do próprio Barker: “A única maneira foi escrever o romance com a intenção específica de filmá-lo. Foi a primeira e única vez que fiz assim, e deu resultado”. De leitura rápida e devastadora, Hellraiser – Renascido do Inferno conta a história de um homem obcecado por prazeres pouco convencionais que é tragado para o inferno. Inspirado nas afinidades peculiares do autor, o sadomasoquismo é um tema constante em sua arte. Se você é fã de Clive Barker, precisa ler sua primeira obra-prima. O mestre sombrio finalmente chegou à DarkSide. Para matar os desejos de todos os fãs, e prontos para comemorar os 30 anos de seu lançamento, Hellraiser – Renascido do Inferno chega às livrarias em uma edição caprichada como só a DarkSide Books, Limited Edition, em capa dura.


Olá!! Nana de volta! E hoje é dia de resenha DarkSide! Sério, gente, eu juro que leio outras editoras (risos). Hoje é um daqueles dias do mês que pode vir um livro DarkLove, ou um bem sinistro, e eu sei que a maioria curte os DarkLove, mas não hoje... Hoje seremos amaldiçoados a resolver o quebra-cabeça da caixa de Lemarchand!

Se vocês sabem de qual livro estou falando, parabéns, porque esse é um daqueles clássicos tanto da literatura como dos filmes. Estou falando de Hellraiser – Renascido do Inferno de Clive Barker. 

Essa resenha é apenas para os corajosos, não me responsabilizo se você apertar naquele botãozinho do Leia mais, mas se acha que os Cenobitas é demais para você, melhor correr para os seus romances, doce criança.


Se você chegou até aqui só posso dizer que você é bem curioso!

“- (...) Sua depravação mais caprichosa é brinquedo de criança se comparada às experiências que oferecemos.
- Você tomará parte delas? (...) Tomará parte?” (Hellraiser, pg. 21)

E vocês? Tomarão parte?

A história começa com o personagem Frank, um homem que vazio de sentimentos e procurando formas de prazer mais profundas, resolve a caixa de Lemarchand e abre o portal para o inferno, de lá surgem quatro cenobitas. Quando questionado por eles o que Frank deseja, ele simplesmente responde: prazer.

O que acontece é que para os cenobitas o que o Frank queria era brincadeira de criança, e o verdadeiro prazer começa com a dor.

Não preciso dizer que Frank some depois desse encontro. E gente, não é spoiler, isso é só o primeiro capítulo.

Posso dizer que a história começa mesmo com a chegada à casa onde Frank morava, de seu irmão e a mulher dele, Rory e Julia. Eles estão indo se mudar para ela, e enquanto Julia está olhando os cômodos da casa, pensando onde eles colocariam a cama de casal, ela se depara com o quarto principal da casa, vazio e úmido. Ela não quer colocar a cama ali, e logo deixam esse quarto vago.

A história vai passando e em determinado momento Rory corta o dedo e sai correndo atrás de Julia, que está no quarto úmido, o sangue escorre pelo braço e cai no carpete do quarto. A surpresa que vem com o sangue, somente Julia vê, e ela fica bastante interessada no que aparece na sombra no canto do quarto úmido.


Eu nem precisava fazer essa apresentação, porque quem assistiu ao filme vai pegar as dicas do que estou falando e para quem não viu e nem leu, bem, o susto vai ser bom.

Hellraiser, Renascido do Inferno é um livro curtinho e rápido de ler, sua história é simples e genial, não possui mocinhos nela, apenas personagens com seus problemas pessoais e de caráter. E mesmo sendo um livro curto, ainda assim, se consegue criar laços com os personagens, e sentir ódio por eles ou torcer para que tudo dê certo.

Não tenho muito o que falar, esse é um livro voltado pra um público bem peculiar, que curte tanto os clássicos como o terror.

“Um livro tão assustador que nenhuma editora nacional teve a coragem de lançar. Mas não pense que você está́ a salvo. A DarkSide® Books traz para o Brasil o tão aguardado HELLRAISER - RENASCIDO DO INFERNO, o romance que fez de Clive Barker uma lenda viva do terror.” (Darkside).

Entretanto, tem algo que preciso falar sobre, que foi o que mais me chamou a atenção lendo Clive Barker. Ele possui uma maneira incrível de descrever as cenas mais nojentas de seu livro, tornando tudo muito sensual – eu sei que parece doentio, mas ele consegue!

Esse foi meu primeiro contato com a literatura de Clive Barker, e só posso dizer que estou ansiosa para continuar a ler seus livros. Ele é um mestre no que faz, sem dúvidas!

Sobre a edição, é no melhor estilo DarkSide: todo o trabalho por fora, como por dentro, é muito detalhado.Mas, nessa edição, observei alguns erros de português e digitação, nada que incomode para quem lê rápido, mas para um bom observador elas estão lá e podem ser uma mostra de pressa ou descuido na revisão do trabalho em Hellraiser. 

Espero que tenham curtido e me falem se já leram Clive Barker? Ou já viram o filme?
Não deixem de apertar no botãozinho do google + e de compartilhar com seus amigos que curtem uma boa história de terror.


Beijos e até a próxima!


11 comentários :

  1. Olá!

    Resenha bem feita, mas é o tipo de livro que passo longe. Terror e derivados não são a minha praia. Não consigo ler de jeito nenhum. Pra quem curte, ótimo livro.

    ResponderExcluir
  2. Nossa, que livro intenso, eu amo terror e esse parece ser um daqueles que eu amaria ler! E a darkside sempre faz umas edições maravilhosas ne? Não tem como não amar e querer na estante! Amei sua resenha, muito completa!

    MEMÓRIAS DE UMA LEITORA

    ResponderExcluir
  3. Ok, ok. Um pouco demais para mim! haha Curto uns suspenses mas terror não é muito comigo. Mas verdade seja dita: A arte das publicações da Darkside são ótimas!

    ResponderExcluir
  4. Oi, Nana!
    Nunca assisti ao filme, mas sei que é um clássico do terror. Confesso que tenho até um receio de assistir, apesar de gostar de filmes assim.
    Um toque sensual?? :O Bizarro! rsrsrs... Tenho bastante curiosidade com esse livro e quero sim ler. ^^ Obrigada pela dica!
    Beijão!
    http://www.lagarota.com.br/
    http://www.asmeninasqueleemlivros.com/

    ResponderExcluir
  5. Oi Nana! Meus pais assistiram esse filme quando eu era criança, mas eu nunca assisti porque tinha muito medo kkk. Confesso que agora estou bem curiosa para conhecer essa história, parece ser assustadora e ao mesmo tempo envolvente. E por conter poucas páginas sei que eu leria rapidinho. Obrigada pela dica,bjss!

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem?
    Adoro essa capa, e sou louca por essa edição luxo!!!
    Amei a sua resenha, e só aumentou a minha vontade em adquirir a obra.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  7. Oie! Tudo bem?

    Não conhecia nem livro e nem filme e infelizmente é o tipo de gênero que não me chama a atenção, mas fico feliz que tenha gostado da leitura, mas passo a dica. Não teria coragem de realizar a leitura! Por mais que a capa seja muito bonita, nisso a editora Diva sempre <3

    Bjss

    ResponderExcluir
  8. Olá,

    Lembro que quando esse livro foi lançado, eu o via em todos os lugares, não podia abrir uma rede social que lá estava essa capa, e mesmo sendo uma capa simples, que aparentemente não tem nada demais, atrai o leitor. Não sou muito chegada a livros com um teor mais assustador, e mesmo só lendo coisas boa sorte sobre essa obra, não me aventuraria por agora a lê-lo, mas anotarei a dica, quem sabe eu não mude de ideia né.

    ResponderExcluir
  9. OOi!
    Realmente, o livro parece ser para um público mais peculiar, fã do gênero mesmo. kkkk O que não é meu caso, não mesmo. Morroooo de medo de terror. Prefiro passar longe dessas páginas. Porém, já sei qual indicar para os amantes de clássicos e terror.
    Beijoos!

    ResponderExcluir
  10. Oiee Nana ^^
    Ah, como eu queria gostar de ler livros assim...haha' eu não sou para os gêneros que a DarkSide publica, o que é uma pena, porque as edições são maravilhosas, e as histórias parecem ser intrigantes. Mas se eu inventar de ler, não durmo depois...haha' então esse seria um livro que eu não leria *-*
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
  11. Olá! Tudo bem com você? Cara, quando é livros publicados pela DarkSide, dispensa comentários. Edição linda essa, quero muito ler esse livro e curto pacas o filme. Pena que minha grana está curta, mas ficaria maluco com esse livro.

    ResponderExcluir

Agradecemos por comentar! ^_^