Autores Livros Entrevistas Filmes Games HQ's Mangás Wattpad Sagas Seriados

7 de março de 2016

Resenha: Quarto

Título: Quarto (Room) - Skoob | Trailer do filme
Autora: Emma Donoghue
Editora: Verus
Gênero: Drama
Ano: 2011 
ISBN: 9788576861317


"Para Jack, um esperto menino de 5 anos, o quarto é o único mundo que conhece. O quarto é a casa de Jack, mas, para sua mãe, é a prisão onde o velho Nick a mantém há sete anos. Com determinação, criatividade e um imenso amor maternal, a mãe criou ali uma vida para Jack. Mas ela sabe que isso não é suficiente, para nenhum dos dois. Então, ela elabora um ousado plano de fuga, que conta com a bravura de seu filho e com uma boa dose de sorte. O que ela não percebe, porém, é como está despreparada para fazer o plano funcionar."



O livro nos apresenta a Jack, um fantástico garoto de 5 anos de idade que vive com sua Mãe dentro de um quarto minúsculo, esse espaço resume todo o mundo desse inteligente menino. Para Jack só existe aquele lugar real na terra, é onde ele nasceu, está crescendo, lê, brinca, desenvolve a imaginação e fica com a Mãe. Quando a noite chega, Jack vai dormir dentro do guarda-roupa que é onde deve ficar enquanto o Velho Nick  aparece para “visitar” a mamãe. Enquanto o quarto é o mundo para Jack, para sua Mãe é o cativeiro onde está há sete anos presa desde que foi sequestrada pelo Velho Nick, ela dedicou seu tempo para entreter, cuidar de Jack e dar a ele uma vida digna na medida do possível, mas sabe que isso não é suficiente, que (sobre)viver naquele cubículo não é vida para nenhum dos dois. A medida que o tempo vai passando e o desespero dela aumenta – assim como o interesse de Jack em saber se as coisas que aparece na velha TV que assiste são “reais” – a Mãe planeja uma fuga ousada e quase impossível de dar certo, contando apenas com a coragem, esperteza e inteligência de seu pequeno Jack.




Não conhecia Emma Donoghue nem seus livros, Quarto apareceu por acaso quando estava vendo alguns trailers de filmes no youtube, procurei mais informações sobre o filme e só depois de assisti-lo é que fui ler a obra. A história expressa todo o drama de uma mulher que teve a vida roubada e vive anos de violência e o amor de mãe e seus sacrifícios; é emocionante e doloroso ver que mesmo sofrendo o inferno, ela não deixava que isso pesasse sobre o filho, ela criou outra realidade para o menino em meio ao caos.

A autora descreveu tão bem os sentimentos dos personagens que as observações inocentes – mas que nos mostra a densidade da dor ao redor – do pequeno conseguem ser comoventes, daquele jeito que dá um nó na garganta. A narrativa é contada através dos olhos de Jack e eu achei isso fantástico, a pureza e ao mesmo tempo a sagacidade dele junto aos diálogos com sua Mãe – identificada apenas assim no livro -, as sensações e suas descobertas sobre o mundo são cativantes de acompanhar.

Achei o inicio lento, mas os personagens e o desenrolar da narrativa compensaram. A temática da história nos abala, porque uma pesquisa rápida nos mostra inúmeros casos parecidos e sabemos que isso é real que está acontecendo agora em algum lugar e ter uma visão – ainda que seja ficção – de algo assim, choca, mas a autora consegue nos mostrar que dentro desse quarto existe algo maior, uma relação de amor e proteção que só uma mãe tem pelo filho. Recomendo e leitura e acima de tudo (até do próprio livro) que vocês vejam o filme, é angustiante, tocante e encantador.

"Os homens não são reais, menos o Velho Nick, e não tenho muita certeza se ele é real de verdade. Meio real, talvez? Ele traz mantimentos e presentes de domingo e faz o lixo desaparecer, mas não é humano como nós. Só acontece de noite, feito os morcegos. Vai ver que a porta o inventa com um bipe e o ar se modifica. Acho que a Mãe não gosta de falar dele, pra ele não ficar mais real."


Observações rápidas sobre o filme:
* As atuações são impecáveis. Jacob Tremblay e Brie Larson (que ganhou todos os prêmios de melhor atriz para qual foi indicada) dão um show nas cenas.
* O filme tem "dois atos" o primeiro é angustiante, me deixou quase sufocada! E se preparem para quando o pequeno Jack cair no mundo porque é tensão em quase toda a primeira parte do filme. (não é spoiler tá!?)
* A roteirista do filme é a própria autora da história, creio que isso fez toda diferença para a adaptação ficar fiel ao livro.
* Só fiquei sentindo falta de um detalhe: um encerramento para o pai de Joy, vocês vão entender quando ver as cenas.
* Vi que algumas pessoas achou o filme um pouco arrastado, eu discordo já que achei todas as cenas necessárias e o processo de "cura" de todos foi num tempo justo.
* O livro não é inspirado numa história real. O que não quer dizer que histórias assim não existam, né? :/
* O filme é muito, muito bom. Nota: 10/10!

Beijo! <3


Não deixe de participar das nossas ações promocionais e concorra a vários prêmios bacanas! Ah, participe também do nosso TOP Comentarista de Março. Basta clicar nas imagens abaixo e você será redirecionado para a postagem de cada promoção. 
Participe e boa sorte!


       

24 comentários :

  1. Vim saber há pouco tempo que o filme indicado ao Oscar essa adaptação de um livro, confesso que não tenho interesse em ler o livro mas preciso dar uma conferida no filme.

    ResponderExcluir
  2. não conhecia o livro, só tinha ouvido falar do filme, mas tb nem tinha ido atrás pra saber do que se tratava a história, mas com a resenha me despertou a curiosidade, já quero ler e assistir pra ontem!

    ResponderExcluir
  3. Oi, Lívia. Tudo bem?
    Eu já tinha visto este livro antes, mas nunca procurei saber mais sobre ele. Mas quando soube do lançamento do filme, surgiu uma grande vontade de conhecer a história. O fato do livro nos contar a história de um garotinho de apenas cinco anos, vivendo com sua mãe em um minúsculo quarto, e que ele imagina ser seu mundo, muito me chamou atenção a ponto de buscá-lo para ler. Minha atenção também se voltou para o filme, que parece ser realmente lindo e tocante. Amei!

    ResponderExcluir
  4. Queria conferir o filme, ainda não tinha visto que tinha um livro dele até pouco tempo atrás.
    Mas parece ser bom. É um livro bem sentimental, acho. Tem muita coisa legal ali e mostra uma realidade, acho que ela soube mostrar o que é a vida do garoto, sabe, sentimentos e a visão dele do mundo. Achei isso legal.
    É um livro sensível e que vale a pena conferir. Ao menos penso que vale e quero muito ver se é tudo isso mesmo =D

    ResponderExcluir
  5. Não conhecia nem o livro e nem o filme, mas agora quero ler o livro. Me pareceu muito interessante e cheio de suspense. A resenha foi maravilhosa, me instigou muito a curiosidade.

    ResponderExcluir
  6. Oie, estou super curiosa para ler o livro e também para ver o filme! :) http://bauabertogeek.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oiii, adorei a resenha, muito tocante esse livro. Eu ainda não vi o filme. Mas acho que ainda não estou pronta também. Tanto para ler quanto para ver. Parabéns pela resenha está otima.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Oi Lívia, tudo certo?

    Menina, sou Mãe de uma Pequena Luz de 5 Aninhos e inevitavelmente ao ler sua resenha me coloquei completamente no lugar dessa Mãe, e acredite fiquei curiosa para ler o livro, mas acima de tudo ver o filme, porém estou com medo, é infelizmente sou dessas! :/
    Mas acho q a curiosidade em saber o desfecho dessa trama vai vencer o medo, caso aconteça, te conto. Obrigada pela indicação, Beijos

    ResponderExcluir
  9. Gente, acho que já li umas dez resenhas deste livro esta semana... hahaha... Mas é porque o livro realmente é muito bom! á li o livro e vi o filme. Adorei! E parece que te conquistou também!

    Beijinhosss...
    http://estantedalullys.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Quero muito ler esse livro, não sei falava em outra coisa, (tirando o Leo D.) Ai fiquei com vontade.

    ResponderExcluir
  11. Posso dizer que Quarto is the new black kkkk
    Eu adorei o livro, to louca pra assistir o filme e nem assiti ainda mas ja virei fã do Jacob.
    bjs, bjs

    ResponderExcluir
  12. Quando mais resenhas eu vejo, mais tenho vontade de ler...esse livro parece ser fantástico. Preciso comprar logo o meu exemplar :)

    Parabéns pela resenha!

    Bijokas da Quel ¬¬
    Literaleitura

    ResponderExcluir
  13. Sinto que todos estão lendo o livro, menos eu. ahahahaha Todo mundo tem falado muitíssimo bem da composição da obra, bem como do filme. Não irei assistir ao filme sem antes ter lido o livro. Espero muito que eu goste tanto quanto você e os demais que o elogiaram.

    ResponderExcluir
  14. Essa é a terceira resenha que leio desse livro, só hoje. E todas destacam um pontos essenciais da história. Como você disse, mesmo não sendo baseada em uma história real, Quarto tem muito de várias história que já vimos no noticiário. Acho que as mais chocantes sempre vem EUA. É um livro que quero muito ler.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  15. Oiii
    Eu não vejo a hora de poder ler essa obra, só vejo coisas boas a respeito e isso está me enlouquecendo kkkkkkkkkkkkk muito boa sua resenha.
    Beijão

    ResponderExcluir
  16. Eu não vi o filme e nem li o livro, falha minha, pois esse é um enredo que certamente me fará chorar muito dada sua grandiosidade. Colocar a inocência, no caso, a criança, como narradora foi uma sacada genial.

    ResponderExcluir
  17. Olá, eu li o livro já faz mais de um ano e gostei bastante dele, foi diferente do que eu esperava, mas ainda assim inesquecível. Estou com uma vontade enorme de ver o filme.

    ResponderExcluir
  18. Depois de ver o filme fiquei muito curioso em ler o livro. A História é muito forte e tocante. Sua ótima resenha só me deixou com mais vontade ainda. Adorei.
    Abraço;

    http://estantelivrainos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  19. Realmente todo mundo está indicado o livro e o filme de Quarto. Sou louco para ter uma experiência com essa história angustiante, acho que marca o leitor de uma forma avassaladora! Abraços, adorei a resenha ♥

    ResponderExcluir
  20. Ana e May, como vão?
    Então, li várias resenhas desse livro e algumas do filme e todas concordam que a história é espetacular de tão diferente. Começa pela narrativa que é toda pelo ponto de vista da criança: uma narrativa que beira o linguajar infantil, mas bem madura, ao mesmo tempo.
    Acho que, no filme, os autores deveriam poder opinar no roteiro, pois já é o segundo ou terceiro filme adaptado que fica quase fiel pois o autor roteirizou.
    Texto de resenha impecável como sempre! Vocês arrasam! bjs!

    ResponderExcluir
  21. Não conhecia nem o livro e nem o filme, mas deu pra sentir como ele é angustiante. Preciso me prepara psicologicamente para ler o livro por que fiquei curiosa e sei que não vou ficar só com o nó na gargara vou abrir a boca e chorar mesmo. Adorei a resenha e vou colocar na lista, gosto de um bom drama.

    ResponderExcluir
  22. Ooi! Eu já li resenha desse livro antes, e mesmo por ler mais uma, o enredo ainda me toca bastante, principalmente por se tratar de um enredo que envolve uma criança numa situação dessas. É muito tocante e eu quero ler um dia, igualmente assistir ao filme!
    Beijos e parabéns pela resenha!

    ResponderExcluir
  23. Oi!
    Conheci o livro pelo trailer do filme que vi e achei bem interessante, não sabia que era narrado pelo Jack o livro e também gostei de a autora ter colocado a readaptação ao mundo tanto do Jack como de sua mãe e parece ser uma historia bem emocionante !!

    ResponderExcluir
  24. Oi!

    Eu lembro desse livro quando ele começou a surgir no blogosfera. Eu fiquei com vontade de ler, mas a oportunidade não surgiu. Aí eu assisti o filme, amei, e só agora que eu to me tocando que é a mesma coisa jAJsjsjajasj
    O filme é absurdamente, foi um dos poucos que já me fez chorar. Aliás, lindo não é a palavra certa...Acho que pesado, sofrido, não sei.
    Enfim, o livro continua na minha lista e eu espero ansiosa a oportunidade de ler

    ResponderExcluir

Agradecemos por comentar! ^_^