Autores Livros Entrevistas Filmes Games HQ's Mangás Wattpad Sagas Seriados

26 de maio de 2016

[Filmes & Tal] Como ser solteira.

Título: Como ser solteira.
Lançamento: 25 de fevereiro de 2016.
Duração: 1 hora e 50 minutos.
Dirigido por: Christian Ditter.
Roteirizado por: Dana Fox, Abby Kohn e Marc Silverstein.
Autor da obra original: Liz Tuccillo.
Gênero: Comédia.
Nacionalidade: EUA.
Produção: Flower Films, New Line Cinema.
Distribuição: Warner Bros.
Classificação: Não indicado para menores de 14 anos.
Elenco: Dakota Johnson, Rebel Wilson, Leslie Mann, Alison Brie, Damon Wayans Jr., Anders Holm, Nicholas Braun, Jake Lacy; entre outros.

Sinopse:
Alice (Dakota Johnson) acabou de sair de um relacionamento e não sabe muito bem como agir sem outra metade. Para sua sorte, ela tem uma animada amiga (Rebel Wilson) especialista na vida noturna de Nova York, que passa a ensiná-la como ser solteira. 
Vou começar dizendo que: Para uma tarde onde você está sem nada pra fazer, aquela tarde de folga e você não quer ler, ou em pleno domingão (pra quem não trabalha domingo), Como ser solteira pode ser um passatempo legal. Mas....

É, tem um MAS gigante aqui! O filme não convence muito. Dakota parecia estar em 50 Tons porém sem o Grey e com uma tentativa completamente falha de ser a namorada legal que quer vivenciar a liberdade e no fim das contas? Apenas não sabe o que quer. Acho que foi uma tentativa falha dos produtores de emplacar uma comédia romântica que não deu muito certo.
Não posso dizer que o filme é ruim, não é isso, ele só é... apenas mais um filme.
Tem alguns pontos bacanas nele? Tem! Tem pontos irritantes e desnecessários? Também! Mas vale a pena você conferir e tirar suas próprias conclusões.
A premissa do filme, no fim das contas, trata muito mais da autodescoberta dessas mulheres do que qualquer outro fator e essa pode ser considerada a grande mensagem do filme que, não posso dizer que foi passada com maestria. Talvez, só talvez... tenham pecado um pouco em excessos. E então você vai me dizer: "Mas Ana, é uma cocoméa, comédias são feitas de exageros." E eu vou responder: É que esse filme não é - ao menos pra mim - 100 % comédia. Como disse anteriormente, ele é uma tentativa falha de emplacar uma comédia romântica que - na minha opinião - não deu tão certo assim. 

Em verdade, temos quatro mulheres, em histórias paralelas - ainda que interligadas -, giram ao entorno destas quatro personagens principais. Cada uma delas tem uma personalidade diferente, motivações, desejos diferentes e algumas apenas não se conhecem o suficiente e precisam descobrir-se. Tendo isso como centro da trama somos levados a acontecimentos, alguns engraçados, outros exagerados, alguns dramáticos que culminam em um desfecho que foi - pra mim - o ponto alto do filme e que fez valer a pena a ida ao cinema. Aliás, as duas coisas que fizeram valer a pena assistir este filme na época em que foi lançado (sei que demorei para postar a resenha, mas, enfim, está aqui :D) foram:  O desfecho da personagem da Dakota e a ótima companhia da Nana Garces em uma tarde de "meninas" (autora de Ode de Sangue). 

Enfim, a mensagem final do filme é o que o salva, na minha opinião. Ainda assim, não é um filme pelo qual fico ansiosa para assistir novamente, nem me conquistou totalmente. Mas, como disse antes, é um filme de sessão da tarde para um belo domingão. É meio clichê? Um pouco, mas quem foi que disse que não dá pra curtir um clichê? Particularmente, gostei do filme, apenas não torou-se meu favorito. Tem suas falhas, como mencionei, mas ainda assim, é um passatempo que pode ser legal.

E como sempre ressalto, pois é no que acredito: gosto é gosto e você pode amar ou odiar o filme, mas para saber? Assista e tire as suas conclusões.
Minha avaliação? Razoavelmente legal - risos -  entretanto, com uma mensagem final bacana.

Assista ao trailer oficial do filme.

É isso e até a próxima!

12 comentários :

  1. Oi, Ana! Eu olho para esse filme e só consigo mesmo pensar em diversão sem compromisso. Às vezes isso é tudo que a gente quer, né?!

    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir
  2. Eu não conhecia o filme mas pelo que vi no trailer a Dakota está mesmo bem sem sal, com cara de Ana!!!! Não gostei da premissa dele e não gostei da amiga dela, mulherzinha irritante e atirada. Acho que eu veria o filme justamente em uma das situações que você mencionou, em um último caso e sem nada pra fazer kkkkk mas, pode ser uma distração, apenas isso.

    ResponderExcluir
  3. Olá, Ana!
    Bom, antes de começar a ler seus comentários, já pensei que não é o tipo de filme que me atrai. Depois de ler, tive certeza. É claro que há pontos a favor do filme, mas de fato, não é do gênero que costumo assistir. Eu até gosto de comédias, mas só quando são românticas, rs.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Acho que você foi um pouco dura com o filme? Aposto que ele nos rende muito boas risadas e é tudo que se espera de filmes desse gênero, uma gostosa tarde de passatempo e se entregar isso já está de bom tamanho.

    Abraços

    ResponderExcluir
  5. Sinceramente? Não tenho a menor vontade de ver. O livro já não me interessava, por conta de algumas coisas que li sobre ele e achei super preconceituosas, tipo a visão que mostra das brasileiras, e não preciso de um filme que seria apenas mais um na minha vida e que não deu muito certo.

    Beijo!

    ResponderExcluir
  6. Olá... tudo bem??
    Gosto muito de comédia romântica, mas devo confessar que desde que vi o lançamento deste filme meu interesse por ele, foi nulo... não tinha vontade de assistir e confesso que depois de sua resenha tive certeza de que não quero assistir... de qualquer forma, valeu a tentativa... xero!!!!

    ResponderExcluir
  7. Oii, tudo bem?

    Tudo que eu vejo em um filme como esse é um filme pra passar o tempo, acho que depois da sua resenha nem isso.. nunca fui muito fã de comédias que usam o recurso do exagero..rsrs

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Oie, tudo bem?

    Aninha, essa é a primeira vez que leio algo do filme, na verdade, é a primeira vez que tomo ciência dele. hahahahaha Confesso que a premissa não me chama a tenção, e eu só o veria se não tivesse nada, NADA mesmo, para fazer. rsrsrs

    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Oi,
    Não conhecia o filme, mas mesmo sendo um filme para um passatempo, achei bem preconceituoso. Mesmo que não tivesse nada para fazer, acho que nem ia ver. Ia procurar outro filme rsrs
    beijos

    ResponderExcluir
  10. Eu já tenho sérios problemas com comédia romântica (todas me parecem muito iguais), mas até assisto nesse quesito "vou me distrair nessa tarde de domingo em que não quero ler"... Se dessa forma o filme funciona, acho que dá p ver. Mas, por si só, duvido muito que veja... Culpa da minha veia de 'quero ver sangue escorrendo'... Terror é o que há!!! rsrs....

    ResponderExcluir
  11. Olá Ana, achei que essa seria a comédia do ano, ainda mais com a Rebel Wilson no elenco...ela sempre consegue tirar alguns risos meus. Desculpem os fãs de Dakota, mas acho que ela é apenas mais uma na multidão, não vejo a menor graça nela e em suas atuações.

    Quanto ao gênero, não é dos meus preferidos, assim como nossa amiga Nuccia ai de cima, eu prefiro um bom terror :)

    Abraços

    ResponderExcluir

Agradecemos por comentar! ^_^