Autores Livros Entrevistas Filmes Games HQ's Mangás Wattpad Sagas Seriados

20 de janeiro de 2016

Resenha: Play.

Título: Play.

Autora: Kylie Scott.

Série: Stage Dive #2.

Editora: Universo dos Livros.

Páginas: 320.

Ano: 2015.

Idioma: Português.

ISBN-13: 9788579309496.

ISBN-10: 8579309492.



Ele precisava de uma namorada de mentira. Ela precisava de ajuda financeira. Mas será que eles vão conseguir não misturar os sentimentos com os negócios? Mal Ericson, o baterista da mundialmente famosa banda de rock Stage Dive, precisa melhorar sua imagem, e rápido. Ter uma boa garota ao seu lado parece ser o suficiente. Mal não planejara que este artifício temporário se tornasse permanente; no entanto, ele não esperava encontrar o amor de sua vida. Anne Rollings jamais pensou que conheceria o rockstar que inundava as paredes de seu quarto na adolescência - especialmente não naquelas circunstâncias. Anne está com problemas financeiros, e dos grandes. Porém, ser paga para ser a namorada de mentira de um selvagem e festeiro baterista não poderia terminar bem, não importa se ele é muito gostoso. Será que um final feliz é possível nesse caso?




"A vida é uma música, Anne. Vamos tocar." 


Que sou completamente apaixonada por livros que envolvem bandas de rock, acho que já não é novidade nenhuma para vocês, não é mesmo?

Por isso, estou aqui agora para resenhar mais essa história...

Ano passado, tive a oportunidade de ler Lick e confesso que houve aquela famosa história do amor a primeira vista com as personagens principais do livro, quanto com os coadjuvantes e principalmente com a banda. Mas o personagem que mais me chamou a atenção foi o Mal, baterista da banda e aquela pessoa que é sempre pra cima, que gosta de fazer piadas e brincadeiras com todos.

Quando fiquei sabendo que o segundo livro era sobre ele, fiquei ainda mais empolgada pela leitura, mas me surpreendi. Pois o cara alegre e brincalhão não estava como era antes, a cada página que se passava do livro, a autora consegue nos deixar com a pulga atrás da orelha com o que se passa em sua vida.

E o que nos complica um pouco mais é que o livro inteiro é narrado em primeira pessoa pela Anne, nossa mocinha que não estava em uma boa fase de sua vida, assim como Mal.

A forma como o casal principal se conheceu foi bem inesperada. Afinal, qual é a probabilidade do pior dia da sua vida se tornar o melhor ao conhecer o seu ídolo de infância? E o melhor... Qual é a chance de que o astro do rock que enfeitava as paredes do seu quarto em posteres também se interessar por você e lhe oferecer a oportunidade de se tornar a sua namorada de mentira? 

“Lá vamos nós,” ele disse sem tirar seus olhos de mim. “Ela não faz isso para você ou para o Davie. Só eu ganho o olhar enlouquecido. Porque eu sou especial.”

Uma oportunidade única na qual tudo inclinava para o fracasso, porém algo muda e o que era de mentira se torna verdadeiro graças a convivência e o desejo desenfreado.

“Eu acariciava seus cabelos e acariciava suas costas, correndo meus dedos para cima e para baixo na sua espinha. — Eu te amo — Eu disse. — Tanto que eu não posso dizer. Ele arrastou seus lábios contra meu queixo. — Eu acredito em você.”

Traumas de infância, dificuldades de relacionamento, temperamento impulsivo, aprendizagem, dor e superação... é com essas palavras que eu posso resumir Play.

Com passagens românticas, cômicas e uma pitada de drama, Kylie consegue nos prender em uma leitura fluída e gostosa, com um palavreado um pouco baixo e cenas de sexo na dosagem certa.

Nesse livro temos um clichê tanto quanto esperado e confesso que nada surpreendente acontece, mas a leitura é gostosa e para todos os fãs do gênero eu super recomendo a leitura.

O trabalho da Universo dos Livros quanto a edição está impecável. As páginas são amareladas e grossas. As letras estão em um tamanho ideal e a capa está incrível!

Na resenha do primeiro livro, eu disse que me apaixonei pela história. Mas confesso que esse livro, mesmo com o clichê mais que esperado e tudo mais, para mim foi melhor, pois o casal principal é hilário. Mesmo com problemas evidentes, Mal é demais. Ele brinca e fala besteira em qualquer hora do dia ou da noite, até mesmo na hora do sexo e isso torna as coisas mais engraçadas ainda. Anne tentando contê-lo acaba entrando na brincadeira e isso piora tudo... ou melhora.

“Sua bochechas estão rosadas. Você está tendo pensamentos indecentes sobre mim, Anne.”
“Não.”
“Mentirosa,” disse ele numa voz suave. “Você está totalmente me imaginando sem calças.”
Eu totalmente estou.
“Isso é rude, cara.  Uma invasão enorme de minha privacidade.” Ele se aproxima, sua respiração aquecendo meu ouvido. “ O que é que seja que você está imaginando, é maior."

Se você quer se divertir e se apaixonar, leia esse livro. 

É intenso, é lindo e por incrível que pareça, é verdadeiro. Porque por trás de todas as brincadeiras e idas e vindas, a autora nos mostra que não adianta em nada fazer as coisas para deixar os outros felizes se você não ficar feliz. O que importa na sua vida, sempre deverá ser você em primeiro lugar.


Poderia fazer outra coisa a não ser classificar esse livro como favorito?








Espero que tenham gostado da resenha e me digam nos comentários se gostaram do livro. Querem ler? Já leram? Me contem tudo!!



15 comentários :

  1. Oi, tudo bem?
    Já acompanho seu blog há algum tempo e como acabei de criar o meu, vim te convidar para visitar e se quiser também seguir o meu:
    http://leitoresapx.blogspot.com.br/
    Um beijo!

    ResponderExcluir
  2. Antes de ler a resenha ui ler a sinopse, a primeira e segunda linha me ganharam rs. É bom ler um primeiro livro e gostar e quando lançam livros dos demais personagens, melhor ainda, vou procurar o primeiro livro,a doro livros assim, nunca canso rs.

    Xero!
    Ensaios de uma leitura

    ResponderExcluir
  3. Ah, já que você ama astros do Rock, leia Música do coração da Katie Ashley (caso não tenha lido ainda) é bem nesse estilo, acho que vai gostar.

    ResponderExcluir
  4. Também curto histórias com bandas, mas essa capa aí, podiam ter feito uma diferente, não? HAHA não dá pra ler isso no busao :P

    ResponderExcluir
  5. Olá, gostei muito da resenha. Também aaaaamo livros desse tipo, principalmente quando trazem bandas de rock, preciso começar a ler essa série!

    Participe do sorteio da Trilogia A Caverna Cristalina: petalasdeliberdade.blogspot.com .

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem?
    Ainda não li nada dessa autora, e nem o primeiro livro dessa série. Mas fiquei contente por ela ter atendido as suas expectativas e claro, ter escrito um livro sobre seu personagem favorito Mal (que nome engraçado. haha). Infelizmente não é o estilo de livro que eu leio, e sentiria vergonha lê-lo em público com essa capa. kkkkkkkk

    Att,
    decaranasletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Você falou de clichê na resenha, foi a impressão que o livro me passou. Achei a capa bem tosca, quem sabe se um dia ele fosse relançado com outra capa, leria.

    ResponderExcluir
  8. Eu adoro livros de romance, e por mais que sua critica tenha sido positiva, eu não sei... algo não despertou em mim a vontade de ler, talvez o fato de parecer clichê demais e a capa... Tive a mesma impressão que a Lilian, rs.

    ResponderExcluir
  9. Oie,

    Parece bem clichê mesmo, porém as vezes eles me conquistam e o que me faz querer ler livros assim, é o caminho que o autor conduz os personagens, nunca li livros que falam de bandas de rock talvez eu leia. Gostei muito da resenha.

    Bjs
    Mayla

    ResponderExcluir
  10. oi, May!
    Eu bem sei como você é chegada num livro com personagem rockeiro! rsrsrs...
    Vou ter de confessar que, apesar de ser fã dos livros da Universo, não conhecia este, nem sua autora. Mas, parece ser uma história com romance bacana, e aquela pitada de cenas quentes que me agradam... Assim que eu desafogar minha pilha de livros de parceiros, lerei sua indicação. Ótima resenha!
    Até + ver! Nu.
    As 1001 Nuccias | Curtiu?

    ResponderExcluir
  11. Oie
    não sou fã de livros desse gênero mas sua resenha ficou bem legal, vou indicar a algumas amigas que gostam desse tipo de livro

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Ei Mayara,
    Li mês passado uma história parecida então não leria esse por agora, apesar se gostar de um bom clichê.

    Coração leitor

    ResponderExcluir
  13. oi ^^
    apesar da premissa ser dita por muitos como clichê eu acho que a história pode ser divertida.
    gostei muito da resenha. vou tentar dar a uma chance pra leitura ^^ Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  14. Oie Maiara,
    Já estava me interessando pelo livro, aí leio o quote do final e agora estou morrendo de vontade de ler haha Mesmo a premissa sendo clichê, anotei na lista e espero poder ler em breve ;)
    Beijos
    Bru, Cantinho da Bruna

    ResponderExcluir
  15. Acho que é o sonho de toda fã, envolver-se com seu ídolo. Sim, livros + rock é sinônimo de sucesso! Apoio também.Acredito que pra ler esse livro terei que ler o primeiro, certo?
    Vamos então mergulhar na leitura! Adorei a resenha, parebéns.
    Ni
    Cia do Leitor

    ResponderExcluir

Agradecemos por comentar! ^_^