Autores Livros Entrevistas Filmes Games HQ's Mangás Wattpad Sagas Seriados

23 de janeiro de 2016

Filme & Tal: Até que a sorte nos separe 3.

Título: Até que a sorte nos separe 3.
Gênero: Comédia.
Lançamento: 2015.
Duração: 107 minutos.
Direção: Roberto Santucci e Marcelo Antunez.
Elenco: Leandro Hassun, Camila Morgado, Kiko Mascarenhas, Júlia Dalávia, Bruno Gissoni, Emanuelle Araújo, Leonardo Franco, Ailton Graça.
Roteirista: Paulo Cursino.
Distribuição: Paris Filme.


Após os acontecimentos do último filme, onde perdeu a herança da família em Las Vegas, Tino procura um emprego fixo, sem sucesso. Um dia, é atropelado pelo filho do homem mais rico do país. Ao acordar depois de sete meses em coma, se surpreenderá com a notícia de que sua filha e o rapaz estão apaixonados. Convidado para gerir as finanças da empresa do pai do genro, para gerar dinheiro que usará para bancar o casamento. Tino consegue o inimaginável: falir a empresa, a maior do Brasil - o que gera um colapso na economia nacional.



Brasileiro é um povo muito engraçado, não é mesmo?

Posso estar falando uma grande besteira aqui, mas acho que no mundo inteiro não tem um povo que tem a capacidade de tirar sarro da sua desgraça econômica e rir de tudo isso como os brasileiros.

Nessas três frases que coloquei acima, acredito que consegui resumir o filme inteiro... pois ele não é nada mais do que isso, uma grande sátira.

O Tino, personagem do Leandro Hassum, foi atropelado pelo filho do homem mais rico do Brasil. Após meses de coma ele acorda e percebe que sua filhinha não é mais criança e está apaixonada pelo "playboyzinho".

Com a família falida e o orgulho em alta, Tino não permitiu que o pai do noivo pagasse a festa de casamento, isso era ele que tinha que fazer. Em consequência disso, ele conseguiu um emprego na maior empresa de consultoria do país.

Porém, quem já assistiu os filmes anteriores sabe o quão burro Tino pode ser e conhece sua tendência de falir tudo. Só que nesse caso, ele não faliu a si próprio e sim o homem mais rico do Brasil e consequentemente, o Brasil.

Encontraram alguma semelhança com a realidade?

Pois então... o filme não passa de uma crítica extremamente cômica da nossa atual realidade econômica. Mostrou o que se passou com Eike Batista e o quanto isso influenciou em nossa economia.

A interpretação dos atores está meio fraca nesse filme, com as exceções do grande Leandro Hassum e do Ailton Graça, afinal eles são gênios da comédia!

É uma história leve, crítica e extremamente engraçada. Não vi o tempo passar no cinema e novamente digo: ri demais e quando digo demais, é demais mesmo! 

Recomendo esse filme para vocês se distraírem, não é para aqueles que buscam uma história profunda ou algo assim. Mas se você quer rir e se divertir, esse é filme.




Vocês já assistiram esse filme? Pretendem assistir? Vão passar longe?

Me contem tudo!!




9 comentários :

  1. Oi Mayara.

    Eu vou esperar ele passar no telecine, porque eu adorei o primeiro filme, mas não gostei tanto do segundo. Então não estou com tanta expectativa com o terceiro. Mas como você citou que o Tino consegui falir o homem mais rico do Brasil, parece que será melhor que o segundo.

    Bjos

    http://historiasexistemparaseremcontadas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Mayara, eu gostei mais do primeiro do que do segundo, mas estou na expectativa para assistir o terceiro. Poucos filmes brasileiros são realmente bons, e esse eu tenho certeza que é um dos bons. A parte da crítica pela atual situação do nosso país me chama muito a atenção, enquanto os americanos são hiper patriotas em seus filmes, nós zoamos a nossa nação e não temos limites para isso, triste mas é a nossa realidade.
    Bjs,

    Juliana Duvi
    http://claqueteliteraria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi!
    Ainda não vi nenhum dessa 'série' de filmes, e mais por falta de tempo mesmo, mas fico sempre rindo quando vejos os trailers e comerciais que mostram pequenos trechos do filme.
    O Leandro é um ótimo ator, e mechendo com essa crítica da administração do país torna tudo mais engraçado

    www.gordinhaassumida.com.br

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Já assisti os dois primeiros filmes e ri muito, quero demais assistir esse também!
    Uma pena a interpretação dos atores ter deixado a desejar, na sua opinião. Gosto muito do Leandro Hassum e com certeza logo, logo irei assistir.
    Abraços, Lara.
    http://www.imperio-imaginario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Gostei do segundo filme, porém não é o meu tipo de filme preferido, na verdade mal vejo filmes! ^^ Mas pretendo ver sim esse filme em breve!!

    ResponderExcluir
  6. Oi. Eu assisti só o primeiro filme e até que gostei um pouco. Mas não sou mega fã de comédia em filmes não. Talvez eu assista quando for para as locadoras.
    Bj
    Camila Bernardini Coelho

    ResponderExcluir
  7. Eu já assistir esse filme, e dei altas gargalhadas com o Leandro, que como você mesma disse, é um gênio da comedia. Concordo com você o filme todo é uma grande sátira da nossa economia. O jeito é rir para não chorar. hahahaha

    Abraço!

    ResponderExcluir
  8. Olá Mayara,

    Eu amo comédias e assisti as duas primeiras. Agora vou aguardar a terceira entrar no Telecine. O elenco é maravilhoso, mas o Hassun é insuperável, o cara já deve ter nascido fazendo piada, pq ele é tão natural.

    Bjs
    Tânia Bueno
    www.facesdaleitura.com.br

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Até o primeiro filme eu adorei, mas quando chegou no segundo achei a maior encheção de linguiça. A história perder o significado e se tornou uma palhaçada para mim. Não tenho vontade de ver o terceiro filme.
    Gostei do seu post.
    Beijinhos!
    http://www.eraumavezolivro.com.br/

    ResponderExcluir

Agradecemos por comentar! ^_^