13 de março de 2018

Resenha: O último desejo de Boomer – Sue Pethick.

em 13 de março de 2018

17 comentários
Título: O último desejo de Boomer.
Autora: Sue Pethick.
ISBN-13: 9788550301082.
ISBN-10: 8550301086.
Ano: 2017.
Páginas: 288.
Idioma: Português.
Editora: Universo dos Livros.
Categoria: Animais de estimação, ficção, Literatura estrangeira.
Encontre no Skoob.
Compre: aqui.
Cortesia da Editora.

Sinopse: Quando seu adorável companheiro canino, Boomer, é diagnosticado com uma rara condição cardíaca, Jennifer Westbrook decide tirar uns dias de seu atarefado trabalho de relações públicas e levar Boomer para a melhor viagem de sua vida.

Traçando um percurso de Chicago à Califórnia, Jennifer planeja para seu companheiro de quatro patas algumas paradas em lugares inusitados, como um show de cães, um museu de hidrantes e uma fábrica de brinquedos barulhentos. Porém, ao tentar entrar com Boomer disfarçado de cão-guia na área de imprensa de uma corrida da NASCAR, o disfarce de Jennifer é descoberto por um belo e curioso repórter chamado Nathan Koslow.

Nathan rapidamente se apega a Boomer, ao contrário dos outros homens na vida de Jennifer. Quando o encantador jornalista pede para se juntar a eles na jornada, ela não consegue recusar. É então que descobre que alguém criou um site chamado “O último desejo de Boomer”, que acaba viralizando, e com isso rumos inesperados são definidos para a viagem de Jennifer, Nathan e o cachorro que os uniu. Será que o último desejo de Boomer se tornará realidade?


Começo minha resenha dizendo: Se você ama animais, traga lenços e cuidado!

Jennifer completou 30 anos e decidiu, agora que tinha o emprego de seus sonhos, deveria achar alguém para não ficar sozinha e assim decidiu que nada melhor do que adotar um cachorro e começa sua busca. Então, quando ela encontra vários filhotes para adoção, logo se encanta e espera que um dos cãozinhos faça a escolha.

“O último filhote então soltou um suspiro de contentamento e se encostou na perna de Jennifer. Ela olhou para baixo e avistou um par de olhos marrom-chocolate que a encarava com um sorriso afetuoso.”

E juntos eles seguem a vida, compartilhando uma amizade incrível, o mundo de Jennifer desmorona quando Boomer é diagnosticado com uma doença no coração, e não tem nada que ela possa fazer para curá-lo, apenas passar o tempo que resta com ele, da melhor maneira possível.

Jen decide se afastar do trabalho e sair para viajar com seu cão. Mas o que fazer? A quais lugares ir? E todos eles aceitariam que Boomer entrasse? Nada melhor do que perguntar para Boom, onde ele gostaria de ir. Boomster ama carros, então que tal ir a NASCAR? E apenas isso? Não, ele ama tudo que seja relacionado a carros e nada melhor do que sair em viagem pela Rota 66, a qual a faz lembrar do filme Carros.

“Então ela entendeu: Carros! O filme era sobre dirigir na Rota 66, que, por coincidência, começava em Chicago e se estendia pelo país até a costa da Califórnia. Se ela e Boomer pegassem a Rota 66, eles veriam coisas interessantes, se empanturrariam de comidas regionais e se jogariam no oceano pacífico quando chegassem ao píer de Santa Mônica.”

O que Jen esperava, era o fato de que sua colega de trabalho, ao tentar montar um site de lembranças de Boomer, fizesse isso se tornar maior e inspirador. Stacy queria algo intimo, porém o diretor da empresa de Jen e Jason criam uma página no facebook “O último desejo de Boomer”, que se torna viral. Eles criaram uma competição chamada “Por onde anda Boomer?” sem que Stacy ou Jennifer soubessem.

“Jennifer nunca a perdoaria por isso. Qualquer bom sentimento que houvesse entre elas seria destruído assim que ela visse o que acontecera com as fotos. Stacy estava de coração partido. Era tudo sua culpa, tudo mesmo. Ela não queria ferir ninguém, só fazer uma coisa legal, e deu tudo errado.”

Enquanto isso, Jen conheceu Nathan durante a viagem, e tudo que queria era passar um tempo com Boomer, mas Boom achou que ela devia ter mais alguém em sua vida e foi assim que ele gostou tanto de Nathan.

Nathan estava apenas à procura de uma história e iria levar o carro de seu irmão para ele, nunca pensou que conheceria alguém, muito menos Boomer. Agora ele seguiria viagem com eles e melhoraria os últimos tempos do cão.

Mas nada é perfeito, nem mesmo as pessoas, Nathan comete um erro, e Jen perde mais tempo ainda com Boomster, e agora, o que ela faria?

Esse livro toca o leitor de todas as formas, cada vez que Jen sentia um aperto no coração, eu também sentia. As emoções da personagem são muito palpáveis, nos pega de jeito e abala o nosso emocional. Confesso que chorei e sorri também, por mais que o final não possa ser mudado, é assim que dever ser.

A leitura flui normal, é contada pelo ponto de vista de mais de um personagem, e quando muda o narrador é fácil de identificarmos quem está narrando. É um livro incrível, cheio de verdadeiro amor e amizade, nos faz olhar com ainda mais carinho para os nossos anjos de asas nas orelhas. É marcante, principalmente para quem ama os animais.

Eu amei o livro, e como disse, chorei muito. Recomendo a leitura para todos aqueles que estão dispostos a lidar com uma dor profunda e com muito amor, para aqueles que já passaram por momentos difíceis com seus patudinhos, e para aqueles que estiverem com vontade de conhecer um pouco desse universo, Boomer jamais sairá dos corações daqueles que o conhecerem através das páginas desse livro.

É incrível acompanhar essa viagem, os acontecimentos, é como estar dentro de um carro com eles, fazendo parte de tudo aquilo, sendo surpreendido a cada passo, a cada desenrolar da vida.

Sobre a edição, é simples, mas charmosa. A capa é PERFEITA, a diagramação é simples, contando com uma fonte em tamanho bem confortável para a leitura e a revisão está bacana. A brochura também é simples, mas boa.

O que posso dizer? Abram seus corações, preparem a alma, tenham ao alcance das mãos lenços, e devorem essas páginas!

Até mais!

Classificação: 

17 comentários :

  1. Oi Ana, eu já curti pela capa! E sempre que tem histórias com animas eu acabo me emocionando, imagino que acabarei chorando tb, confesso!

    Bjs, mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  2. Ah meu Deus! Me lembrei de algo que li estes dias, claro, em tom de piada:mata todo mundo do filme, mas pelamor, não mexe com o cachorro!
    Sou maluca por cães e adotei uma filhote tem pouco mais de um ano(Zingara). E tudo que envolve este amor incondicional, me emociona e creio que emocione muitos mais.
    Não conhecia o livro,mas já quero e muito conhecer.
    Aproveitar cada segundo ao lado de quem se ama. Afinal, quando será o último dia?
    Já vai para a lista de desejados com certeza.
    Capa linda!
    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Que resenha linda!

    http://submersa-em-palavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Ai guria nem posso ler tudo, desculpa, me dá vontade de chorar. Meu cão está em estado terminal e eu fico pensando que eu aproveitei ao máximo também. Depois de ler Marley e Eu eu decidi nunca mais ler livros assim, mas sei que fiz de tudo pelo meu cachorro, meu melhor amigo.

    ResponderExcluir
  5. Oi, Ana.
    Gostei bastante da sua resenha e percebi que você ficou bastante emocionada!
    Não é o tipo de livro que eu leria, porque morro de medo de cachorro e não consigo me relacionar emocionalmente com eles... Então não acho que faria sentido para mim!! Acharia melhor se fosse um gato, um lagarto ou até mesmo uma cobra de estimação!! Aí sim eu sei que choraria até 2019!! Rs...
    Beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  6. Oi Ana.
    Amo animais e tenho uma salsichinha que é minha vida. Lendo sua resenha já sei que o final é daqueles de arrebentar qualquer coração. Mais só de imaginar essa aventura dos dois já me faz querer ler o livro. Estou lendo Quatro Vidas de Um Cachorro e estou gostando bastante. Linda sua resenha!
    Bjos

    www.momentosdeleitura.com

    ResponderExcluir
  7. Oi Ana! Não sei se tenho coragem de ler. Sou tão chorona, e sempre que colocam um bichinho nas histórias, eu tenho certeza que vou morrer de chorar. A história parece ser tão linda, com a moça saindo pela estrada pra dar um final bom e amável para o cão, e tudo que acontece a partir disso.. Ai que dor!
    Bjoxx

    ResponderExcluir
  8. Confesso que não costumo ler livros com essa premissa, mas os que li me tiraram muitas lágrimas, assim como esse te tocou de todas as formas. Essas tramas que descrever o poder do amor e da amizade envolvendo animais é sempre marcante, me sinto até boba por me emocionar com leituras assim. Se tiver oportunidade eu adoraria acompanhar essa incrível viagem que mencionou.

    Abraços.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi, Ana! Senti um "quê" de Marley e eu aí nesse livro. Eu curti muito a premissa e leria numa boa, sabendo que choraria no final até não mais poder. Eu gosto de livros com bichinhos de estimação (tenho duas gatas, inclusive) e me parte o coração começar a leitura e já saber que o final será daqueles de morrer de chorar - mas como eu acho que a leitura vale a pena, vou me arriscar já com lencinhos preparados.
    Bjs
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
  10. Oii Ana, tudo bom? Que resenha mais linda! Eu não costumo ler muitos livros com cachorros, pois sempre fico de coração partido, mas acho que daria sim uma chance a O Último Desejo de Boomer. Parece mesmo muito emocionante; dica anotada! :D

    beijoos

    https://umaleitoravoraz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Adorei a resenha, mas vou ler não!
    Sempre que leio esses livros com animais eu fico arrasada por meses! É horrível!! huauhauh
    Cheguei a conclusão de que não mais lerei nem verei filmes com essa temática em nome da minha saúde mental.. rs <3

    brincadeiras a parte, não conhecia a obra, mas vou anotar a dica com certeza!!

    Beijinhos

    #Ana Souza
    https://literakaos.wordpress.com

    ResponderExcluir
  12. Oi Ana,
    Chorei muito lendo Marley e eu e um outro de um menino doente que vai ate a montanha com seu cão. Qualquer leitura com animais ou crianças me emiciona muito.

    Com certeza vou ler esse livro. Obrigada pela resenha e pelos quotes.

    Bjos Elisandra
    http://www.blogandolivros.com/2018/03/sem-folego-abbi-glines-serie-sea-breeze.html?m=1

    ResponderExcluir
  13. Olá, antes do seu post eu não conhecia a obra, mas parece ser tocante esse livro, a história da personagem e seu cão viajando pela estrada já me emocionou só pela sua resenha.

    ResponderExcluir
  14. Oi, tudo bem?
    MEU DEUS, eu preciso desse livro! Já tô chorando com a sua resenha, imagina minha ansiedade. Eu tenho um cachorro e não posso imaginar a minha vida sem ele, histórias assim me deixam bem sensível! Amei e obrigada pela dica!

    ResponderExcluir
  15. olá!
    Esse livro tem em um app que estou usando para ouvir livros e pensei em ouvir, mas como não tinha lido nenhuma resenha dele estava com receio, agora vejo que não preciso, pois esse livro é tudo que eu posso imaginar e extremamente emocionante.
    Eu terminei de ler sua resenha com os olhos lacrimejando! Espero ter meu coração tocado por esse livro.
    Beijos,
    http://www.umoceanodehistorias.com/

    ResponderExcluir
  16. Oi, Ana

    Antes de falar qualquer coisa eu preciso dizer que eu tenho coração e sentimentos, ok? Mas eu não curto histórias com animais. Na verdade não é nem que eu não curta, mas eu não fico tocada, sabe? Eu não derramei uma lágrima sequer com Marley & Eu, por exemplo. Rss
    Mas não duvido que seja uma história muito tocante, só não é algo que eu leria mesmo.

    Beijos

    ResponderExcluir

Agradecemos por comentar! ^_^



TOPO