Autores Livros Entrevistas Filmes Games HQ's Mangás Wattpad Sagas Seriados

17 de fevereiro de 2015

Resenha: O Príncipe das Sombras.

Título: O Príncipe das Sombras.
Autor: Sylvain Reynard.
Editora: Arqueiro. 
Páginas: 128.
Idioma: português.  
Gênero: Romance / Sobrenatural.
Ano: 2015.
ISBN: 9788580413649.



Um conjunto muito valioso de ilustrações de Botticelli sobre A divina comédia, de Dante Alighieri, é exposto na Galleria degli Uffizi, em Florença. O dono das peças é o famoso professor de literatura Gabriel Emerson. Quando se deixou persuadir por sua amada esposa, Julianne, concordando em dividir com o mundo a beleza daquelas obras de arte, Gabriel jamais poderia imaginar que estaria atraindo para si um poderoso inimigo.

Mais de um século antes, aquelas mesmas ilustrações foram roubadas de seu verdadeiro dono, o Príncipe de Florença, uma criatura sobrenatural e misteriosa que governa o submundo da cidade e há muito não sabe o que é o amor. Agora um dos seres mais perigosos da Itália está disposto a recuperar o que lhe pertence e se vingar de Gabriel e Julianne. Mas logo seus planos são frustrados. Um atentado o obriga a deixar os Emersons de lado, afinal ele precisa resolver assuntos muito mais importantes. Tanto seu principado quanto sua própria vida parecem estar em risco. Passado na cidade mais artística da Itália, O príncipe das sombras é uma incrível introdução à nova série de Sylvain Reynard, Noites em Florença, e vai deixar os leitores com gostinho de quero mais.


Quem me conhece sabe que eu sou uma fã incondicional de Sylvain Reynard, porque eu gosto do seu modo de escrever, acho muito inteligente e pela sua capacidade única de aguçar a curiosidade do leitor para o que vem a seguir. Foi assim com a trilogia do Inferno de Gabriel e com esse livro não podia ser diferente.
           
Confesso que eu sentia muita falta da sua escrita desde que acabei a Redenção de Gabriel a exato um ano e estava louca para ler esse livro que hoje literalmente caiu no meu colo e foi devidamente devorado.

O livro se inicia com um roubo, roubaram as ilustrações da Divina Comédia que o Príncipe de Florença havia ganhado de presente do próprio Botticelli. Ele passou um século atrás desses desenhos (isso mesmo, século) até encontra-las em uma exposição na Galeria Uffizi, na própria Florença.

Ai que o negócio complica. Recapitulando o livro A Redenção de Gabriel... Quem leu sabe quem tem todas as ilustrações originais da Divina Comédia e resolveu expor em Florença, certo?

Pois é... confesso que fiquei boquiaberta nessa hora, principalmente quando o Príncipe - um homem temido e perigoso. Não, é melhor descrevê-lo como uma criatura temida e perigosa, uma vez que não sabemos o que ele é ao certo - jurou que iria matar o ladrão e reaver o que era seu. Nessa hora parei assim: Aiii meu Gabriel.

Decidido mesmo a executar o seu plano o Príncipe seguiu o casal Emerson por todos os lugares inclusive até o hotel, mas graças a Deus não deu certo, porque ele foi atacado por inimigos que queriam mata-lo para conquistar sua província a mando de outra.

A partir desse momento o livro começa de fato a acontecer porque existe toda uma proteção ao redor de Florença, como podem ter invadido e chegado tão perto do Príncipe? Nesse ponto descobrimos que há um traidor entre eles e o Príncipe está disposto a fazer de tudo, sem piedade para descobrir quem é o mesmo e fazer os culpados pagarem.

“- Como disse uma pessoa sábia, se um homem precisa ser punido, que a punição seja severa o suficiente para que não se precise temer sua vingança”

O Príncipe de Florença, não é citado seu nome no livro, só se referem a ele desse modo, se mostra um ser ardiloso, estrategista e extremamente inteligente. Irado pela invasão ao seu reino ele planeja uma retaliação, mas não de um modo normal, ele usa toda a sua inteligência para ao mesmo tempo descobrir o mandante do ataque e atrair o inimigo ao seu reino.

“O Príncipe de Florença, era ao mesmo tempo respeitado e temido. Respeitado porque, sob o seu governo, os cidadãos gozavam de prosperidade, paz e excelente qualidade de vida, E temido porque era poderoso, perigoso e fazia qualquer coisa para manter seu domínio sobre a cidade.”

Sentiram saudades de Julia e Gabriel como eu? Pois nesse livro vocês irão ficar encantados, pois são mostrados pequenos momentos entre eles, sob a visão do próprio Gabriel que é bem perceptivo e do próprio Príncipe que os espionava das sombras.

“Prometo que vou compensá-la.
- Você não tem nada que me compensar – retrucou ela – Estou feliz por ter me trazido aqui.
- É por minha causa que você vive caindo de volta para a terra. – A expressão dele era intensa, perscrutadora. – Sou eu quem tiro você das estrelas... onde é o seu lugar.
- É a condição humana. Estamos fadados a cair.”

Esse livro serve como uma “ponte” de ligação entre a trilogia Inferno de Gabriel e a nova Trilogia Noites em Florença que terá seu primeiro volume, A Transformação de Raven lançado agora em março pela Editora Arqueiro.

O Príncipe das Sombras é um livro, na realidade um conto, curtinho (li em quatro horas. Muito bem escrito, como todos os livros do autor. A edição feita pela Editora Arqueio está muito bonita, a tradução perfeita, as folhas amareladas e a capa é linda demais.

Posso dizer que se o objetivo de Sylvain foi aguçar a curiosidade do leitor para a sua nova trilogia, ele de fato conseguiu, pois estou curiosa demais para ler o primeiro volume, por duas razões. Primeira: nenhuma das questões que foram abertas exceto sobre o mandante da invasão – que eu não vou falar quem foi – foram respondidas. E segunda: mesmo com o princípio de uma guerra estourando, o Príncipe não esqueceu a sua vingança contra Gabriel e Julianne e o desejo de recuperar o que é seu de direito.

“- Você pode ter escapado por enquanto, Emerson. Mas não vai escapar de mim para sempre.”

Minha nota? 10! Sem dúvidas...

Já leram? Querem ler? Me contem a opinião de vocês, não deixem de comentar e que venha a Transformação de Raven.