Autores Livros Entrevistas Filmes Games HQ's Mangás Wattpad Sagas Seriados

16 de novembro de 2016

Resenha: Amante Finalmente - IAN #11.

Título: Amante Finalmente.
Série: Irmandade da Adaga Negra.
Livro: 11.
Ano de Lançamento nacional: 2013
Número de Páginas: 680.
Editora: Universo dos Livros (UDL).
Título Original: Lover At Last.
Ano de Lançamento: 2013.
Autora: J.R. Ward.
Adicione ao Skoob
Romance, Erótico, Sobrenatural, Fantasia, Fantasia Urbana, Literatura Estrangeira.


Sinopse:
Qhuinn está acostumado à solidão. Repudiado por sua linhagem e evitado pela aristocracia, ele finalmente encontrou uma identidade como um dos lutadores mais brutais na guerra contra a Sociedade Redutora. Mas sua vida não está completa. Mesmo que a perspectiva de ter uma família esteja ao seu alcance, ele está vazio por dentro, com o coração entregue a outra pessoa...
Blay, depois de anos de amor não correspondido, acredita já ter superado Qhuinn. E já era hora: o homem parece ter encontrado o seu par ideal em uma fêmea Escolhida, e eles terão um filho, exatamente como Qhuinn sempre quis. O destino parece ter levado a vida desses vampiros soldados em direções diferentes...
Mas a batalha pela liderança da raça se intensifica, e os novos jogadores na cena de Caldwell estão criando um perigo mortal para a Irmandade. Qhuinn finalmente descobre a verdadeira definição de coragem, e os dois corações que estão destinados a ficar juntos... finalmente se tornam um.


Vamos falar desses meninos que conquistaram muitos corações? Aliás, vamos falar dessa Irmandade que conquistou grande parte dos leitores do mundo a tantos anos e que continua viva em nossos corações. Vamos lá!

Amante Finalmente é diferente, é intenso, cheio de novidades, cheio de ação, de tudo... Como disse a autora, correndo o risco de ser tarde demais, mas eu reli – rs. Tradicionalmente nos livros da série, é trabalhado um casal central e várias histórias paralelas, mas confesso que nesse livro senti que a autora deu o mesmo destaque para todas as histórias. Claro que compreendo que a série está em um momento de mudanças para poder seguir em frente e isso me fez gostar bastante do livro.

Qhuinn é altruísta, isso já foi provado a muito tempo ao decorrer de todos os livros desde que ele surgiu na série, mas ele é também um cara difícil de lidar.
Blay é um Lord, educado, gentil, romântico, apaixonado e ainda assim letal nas batalhas.
Blay sempre esteve ao lado de Qhuinn, junto a John os três são melhores amigos, porém um sentimento mais forte vai surgindo com o tempo e tanto Blay quanto Qhuinn não lidam muito bem com isso. Não é pelo fato de terem preconceito nem nada, aliás, Blay é bem corajoso e ele se assume como é. Entre diversos problemas os dois vão se afastando e a amizade sendo deixada de lado. A paixão mantendo-se ignorada, nesse meio tempo surge Sax, primo de Quinn e que torna-se amante de Blay.

Tudo ia maios ou menos bem, Qhuinn cria fortes laços com Layla, laços puramente de amizade mas do qual surge uma gestação, não porque eles querem ser um casal, mas sim porque ambos querem ter uma família e com isso tudo se complica.

Muitas trocas de farpas, contando com ação, um amor mais forte do que tudo será realmente capaz se sobreviver, vencer obstáculos e ser vivido, será?

Fora o romance que é desenvolvido, temos o surgimento de alguém do passado que deixa as coisas meio confusas, a dor é muito palpável nesse livro, tanto para quem retornou, quanto para Qhuinn. A autora nos proporcionou conhecermos o psicológico de Qhuinn melhor e meu Deus, que psicológico ferrado! Senti cada uma de suas angustias.

Como vocês podem notar, esse livro traz um casal homossexual, as cenas quentes não são tão aprofundadas quanto nos livros anteriores, mas elas estão ali e são intensas (Para quem acompanha a série, sabe que costumamos dizer que Qhuinn e Blay são machos mesmo, eles não usam nada, é tipo... pois é!), achei que as cenas ficaram na dose certa.

Já nas histórias paralelas temos a formação de um possível casal, Assail e Marisol, a mocinha passa por muitos problemas nesse volume e Assail faz toda a diferença para ela. É também, por conta de tudo que acontece, que Assail vai sendo levado a finalmente escolher um lado em meio a guerra entre os redutores, a Irmandade e o Bando de bastardos, qual será sua escolha? Vejo Assail como um personagem complexo, o controle que ele tem de si, mesmo quando se trata da questão de instinto puro, me deixa extremamente desconfiada e até irritada, acredito que seja por estar acostumada aos outros Irmãos e o comportamento deles no quesito romance. Espero muito por um livro sobre Assail, apesar de parecer durão, até mesmo frio, desconfio de que tenha por trás dele uma história incrível a ser contada.

Os redutores estão com tudo, a Irmandade vai ter bastante trabalho, eles estão se organizando, a guerra vai pegar fogo, acredito eu.

Xcor, seu bando e seu interesse em Layla também ganham destaque, esses dois me irritam um pouco, Xcor está quase sendo dono do maior “mimimi”, mas ok, que venha o livro dele!

Bom, como é o desfecho? Se Blay e Qhuinn finalmente viram um casal ou se Qhuinn fica com Layla? Quanto a Assail, qual lado ele escolhe? O que mais acontece? Essas respostas vocês só vão encontrar lendo.

Posso dizer que a escrita da Ward é VICIANTE! Totalmente fluída, lhe prende do início ao fim, ao virar de cada página você quer mais e mais. Com personagens intensos e bem construídos, Amante Finalmente vem para reascender a paixão dos fãs da série que vinha se apagando.

Sobre a edição: A Universo dos Livros faz edições simples, mas todas dentro do mesmo padrão, nesta série, com esse volume não foi diferente. O detalhe de terem mantido a capa original é um charme a mais, linda, perfeita! Folhas amareladas tão amadas para leitura, tamanho de fonte perfeito, uma boa revisão – um errinho aqui e outro ali, mas nada que atrapalhe a leitura –.

Ainda não conhece a série? Não sabe do que estou falando? Bem, deixo aqui um resuminho sobre a premissa da série, mas se quiser saber mais dela dê uma olhada em nossas resenhas anteriores.



Temos seres sobrenaturais, uma raça inteira que tem sua própria sociedade e que vive as margens dos humanos à séculos. Temos também uma sociedade inimiga que é denominada Sociedade Redutora, eles são os inimigos dos vampiros, ex-humanos que foram transformados pela divindade maléfica que almeja o fim de uma raça para servi-lo em seus propósitos, aqueles que querem destruí-los a mando de um ser denominado Ômega. Esse que por sua vez, é irmão da Virgem Escribã, que é a criadora/mãe da raça dos vampiros.

Na surdina da noite desenrola-se em Caldwell - Nova York - essa sórdida e cruel guerra, sem o conhecimento dos humanos e onde apenas a Irmandade da Adaga Negra formada por 6 membros sendo eles: Darius, Wrtah, Rhage, Zsadist, Vishous e Phury - pode fazer algo para proteger a raça e os humanos das consequências dessa guerra - de certo modo. A morte de Darius em Amante Sombrio mudou o rumo das coisas e a vivência dos membros da Irmandade, levando-os a unirem-se ainda mais. Ao passar de cada livro J.R. Ward nos surpreende com sua escrita e criatividade indiscutíveis! Então, em meio a guerra, temos alguns romances que em verdade são o grande destaque das histórias, romances que podem ou não ter um final feliz e acreditem: A Diva Ward sabe ser má, muito má!

Se indico o livro? Com certeza! Para todos aqueles que acompanham a série e para quem está em busca de uma série sobrenatural que conta com uma pegada mais quente. Sou uma apaixonada pela Irmandade da Adaga Negra, J.R. Ward é uma das minhas autoras favoritas, portanto, sou suspeita para falar, mas com certeza recomendo!

[Quotes]
Maldição, não morreria como um covarde. Não mergulharia no chão, nada de frases patéticas implorando para que Deus o salvasse. Ao Diabo com isso. Enfrentaria a morte com as pressas expostas, o corpo preparado e o coração acelerado não de medo, mas com uma tremenda descarga de ... “Morte, vá se foder!”

Mesmo não estando apaixonados um pelo outro, ele era exatamente o pai que queria que seu filho tivesse. Desde que tomara a decisão de participar do mundo real, ela aprendera o quanto a vida podia ser dura, como os outros podiam conspirar contra você e como, ás vezes, a força baseada em seus princípios era a única coisa que o fazia atravessar a noite. Qhuinn dispunha desse último aos montes. (...) A Cor dos seus olhos não importava.

No instante em que começou a cantar, começou a chorar. (...) Por toda a sua vida ele quis pertencer. Ser aceito. Estar entre tantos que eram respeitados. Ele o desejou com tanta avidez que a privação de toda e qualquer união quase matara - e ele só sobrevivera ao se revoltar contra a autoridade, os costumes, as normas.

Naquele ponto tudo escorregou para o Português, as falas de sílabas destacadas se sobrepondo, todo tipo de “Não estou namorando ninguém!” misturado a “Por que você não se casa...”.

...ela não conseguia ver o homem sendo agradável e gentil só porque uma senhora de idade Brasileira abrira a maldita porta.

Palavras foram trocadas, e ele sorriu um pouco na escuridão. Havia muito amor entre elas; muito aborrecimento também.

“Você... representa problemas.”
“E quem diz isso é a mulher que anda sempre armada.”

Havia algo a respeito das pessoas que cresciam juntas, aquelas com quem você partilha a infância, as pessoas das quais você não se lembra de um tempo em que não conhecia. Ainda que o passado fosse somente complicação, conforme envelhece você apenas se sente contente pelos filhos da puta ainda habitarem o seu planeta.

É isso, até a próxima!
Avaliação: 
Clique nos títulos abaixo para ler as resenhas da série IAN.
8. Amante Meu.
9. Amante Libertada. 
10. Amante Renascido.
11. Amante Finalmente
12. O Rei.
13. Os Sombras.
14. A Besta.

Guia da Série.

14 comentários :

  1. Oii, já vi várias resenhas sobre essa série, são sempre muito bem elogiadas e queridas. Eu amo a temática hot, mas o sobrenatural o fantasia me desanima. É o motivo de ainda não ter iniciado essa série, porém quem sabe futuramente.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Eu tenho problemas com livros de vampiros. Estou lendo esta série beeem devagar e confesso que tenho uma enorme curiosidade sobre este livro. Só que ainda tenho alguns pela frente para chegar nele. Obrigada pela resenha!

    ResponderExcluir
  3. Meninaaaa fiquei doida pra ler! Me segura aqui haha. Eu amei seu blog, to seguindo pra não perder nada <3

    xox
    Próxima Primavera

    ResponderExcluir
  4. Oie
    Eu li todos da série e os do spin-off tb. Mas confesso que estou ainds de mal com a Ward desde o livro do V.
    Tb gostei de manterem a capa original.
    Boa resenha :)
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Oiii... Todo mundo fala dessa série e todos como você amam, mãe eu desisti de ler porque me assustei com a quantidade de livros que tem e cada vez parece que tá surgindo mais. Não da pra mim kkkk Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oiii... Todo mundo fala dessa série e todos como você amam, mãe eu desisti de ler porque me assustei com a quantidade de livros que tem e cada vez parece que tá surgindo mais. Não da pra mim kkkk Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oie!
    Eu gosto bastante dessa série, e estou lendo desde o começo, pois acabei começando fora da ordem.
    Esse eu ainda não li e espero fazer em breve.
    bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  8. Olá,
    Tenho os 11 primeiros volumes que ganhei de presente, mas ainda não tive coragem de iniciar a leitura.
    Sou meio viciada e quando gosto de determinado livro ou série fico compulsiva pela leitura até que tenha terminado. Estou esperando minhas férias do trabalho chegar para simplesmente viver da leitura kkkk
    Adorei suas impressões sobre a obra e só me deixou mais curiosa para iniciar logo.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi Aninha, sua linda, tudo bem?
    Sou louca para ler essa série. Estou fazendo minha coleção, comprando aos poucos. Mas sempre que chego perto de terminar lançam mais um, não sei quantos serão ao total. Acho que talvez esse livro me deixe desconfortável com essa cenas entre o casal, mas como você já me avisou, posso pulá-las. Sua resenha ficou ótima!!!
    beijinhos.
    cila.

    ResponderExcluir
  10. aaaaaaaaaaaa que eu estou mais do que atrasada com a série... Li até Amante Libertada e mesmo tendo o livro do Tohr e esse na estante ainda não li.
    ler sua resenha me fez ficar querendo largar tudo e continuar a ler a série - ainda mais que agora tem uns a mais para ler já que eu acabei deixando eles meio de lado pq esperar entre um e outro era muito sofrimento...
    Meta de janeiro é colocar IAN em dia!!!!
    Beijinhos,
    Lica
    Amores e Livros

    ResponderExcluir
  11. Oie
    não é um livro que leria, mas mesmo assim tem um enredo chamativo, bem legal para amantes di gênero, parabéns pela resenha

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Sou simplesmente louca para ler essa série de tanto que o pessoal fala bem mas nunca tive a oportunidade. Acho muito legal que, apesar de ser o livro 11, a história ainda continue bem interessante.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  13. Olá! Já me indicaram muito essa série! Adorei sua resenha, parabéns! Bjs
    https://literakaos.wordpress.com

    ResponderExcluir
  14. Olá! Amei sua resenha. Eu li o livro Amante Sombrio e fiquei com uma ressaca literária, e não sei explicar por que razão não consegui mais ler nenhum livro da serie. Quem sabe agora eu volte a ler a serie, mas sinceramente não sei. Beijos.

    ResponderExcluir

Agradecemos por comentar! ^_^