21 de fevereiro de 2018

[Resenha] É assim que acaba – Colleen Hoover.

em 21 de fevereiro de 2018

15 comentários

Título: É assim que acaba.
Autora: Colleen Hoover.
Edição: 1º.
Ano: 2017.
Páginas: 368.
Idioma: Português.
Editora: Galera Record.
Categoria: Romance, drama, literatura internacional.
Encontre no Skoob.
Compre: aqui.

Sinopse: Lily nem sempre teve uma vida fácil, mas isso nunca a impediu de trabalhar arduamente para conquistar a vida tão sonhada. Ela percorreu um longo caminho desde a infância, em uma cidadezinha no Maine: se formou em marketing, mudou para Boston e abriu a própria loja. Então, quando se sente atraída por um lindo neurocirurgião chamado Ryle Kincaid, tudo parece perfeito demais para ser verdade.

Ryle é confiante, teimoso, talvez até um pouco arrogante. Ele também é sensível, brilhante e se sente atraído por Lily. Porém, sua grande aversão a relacionamentos é perturbadora. Além de estar sobrecarregada com as questões sobre seu novo relacionamento, Lily não consegue tirar Atlas Corrigan da cabeça — seu primeiro amor e a ligação com o passado que ela deixou para trás. Ele era seu protetor, alguém com quem tinha grande afinidade. Quando Atlas reaparece de repente, tudo que Lily construiu com Ryle fica em risco.


Com um livro ousado e extremamente pessoal, Colleen Hoover conta uma história arrasadora, mas também inovadora, que não tem medo de discutir temas como abuso e violência doméstica. Uma narrativa inesquecível sobre um amor que custa caro demais.


Esse foi um dos melhores livros que li até o momento, em 2018. Sim, começo com essa afirmação.


Eu sabia que a história era sobre um relacionamento abusivo, mas não quis ler a sinopse. E foi ótimo! Porque, ao longo da história, me senti como a personagem, me questionando, pensando se eu estava correta em meus julgamentos e pressuposições. E questionando tudo outra vez. A história inteira foi uma montanha-russa de sentimentos e percebi que não existe preto no branco e sim “cinquenta tons de cinza” (Duda piadista, ok!). Mas, é a mais pura verdade...

[É assim que acaba um enredo sobre mulheres fortes]

Saber, ao final do livro, que essa foi à história da mãe de Colleen Hoover, a autora, foi espetacular. Entender o que passam as mulheres que sofrem nesses relacionamentos e por que, por vezes, é tão difícil deixar o abusador. Mas, nem de longe, pensei em Lily como uma personagem fraca. Muito pelo contrário! Metade do livro torci para que Ryle se recupere, que ele se trate e entenda o quanto está maltratando Lily, sua família e todos a sua volta com o seu comportamento. Assim como Lily, me apaixonei por Riley, e para mim, acho que isso foi o mais doído. 


[Riley ou Atlas?]

Ao mesmo tempo em que me apaixonei por Riley, não conseguia deixar de pensar em Atlas – o primeiro amor de Lily, aquele que ficou no passado e fez tanto por ela, assim como ela fez por ele. Os dois têm uma conexão inquebrável, não só de primeiro amor, mas por tudo o que passaram juntos. Os dois são almas quebradas que buscaram seguir em frente e, ao mesmo tempo, não conseguem largar do passado, porque no fundo, ainda se amam. Mas, isso não quer dizer que é um amor romântico, é um amor ainda mais profundo que isso, um amor de quem quer cuidar.

E acho que essa é a beleza no personagem de Atlas. Acima de qualquer outra coisa, ele só quer que Lily seja feliz, e sua preocupação é linda e tocante.

[O que é um relacionamento abusivo?]

Em tempos em que falar sobre relacionamento abusivo está “na moda”, fiquei feliz em encontrar um livro que explica isso de maneira clara, mas real.

Colleen Hoover nos mostra que “não existe essa coisa de pessoas ruins. Somos todos apenas pessoas que às vezes fazem coisas ruins”. E essa verdade me mata.

Eu estava pronta para odiar Riley, mas não consegui. De fato, acredito que ele ama Lily, mas como o livro nos mostra, ele não a ama da maneira “certa”. E quando Lily percebe que precisa esticar cada vez mais seus limites de amor-próprio e autoestima, até mesmo de segurança, para conseguir aguentar o amor de Riley, sabemos que tem algo errado.

Nesse link você pode conferir 15 sinais para identificar se está em um relacionamento abusivo ou não. Que, diga-se de passagem, não precisa ser amoroso. Acredito que vale a pena a reflexão.

Se gostei do livro? Eu amei e super recomendo a leitura!

Alguém aí já leu? Me diz o que achou nos comentários!

Classificação:


Até mais!

15 comentários :

  1. Sem sombra de dúvidas, a tal "modinha" agora de relacionamentos abusivos tem sido falada e pregada bastante. Muita coisa tem mudado(felizmente),mas ainda há muito o que se fazer a respeito.
    Abusar não é somente agressão física. É tudo que envolve tirar algo do outro e tanta gente vive isso sem se dar conta do que se está vivendo.
    Não conhecia o livro,mas já quero demais poder ler e ter a obra.
    Saber que é baseado em uma história real também foi outro ponto super importante.
    A capa é belíssima e o livro já está indo para a lista de desejados.
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, a capa é linda né? Depois que ler me diga o que achou =D Vou querer saber =)

      Excluir
  2. Oi. Estou doida para ler este livro. Eu comprei e-book, eu comprei o físico, mas nada ainda.
    Pois estou terminando um de gênero suspense/horror.
    Mas uma amiga ontem me disse que chorou em posição fetal.

    Fiquei no mínimo curiosa. Afinal, ela é durona.

    www.alempaginas.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, mas imagina o motivo da sua amiga! Porque o livro é bem sensível mesmo. Eu fiquei bem emotiva </3

      Excluir
  3. Sou louca para ler algo da Colleen, ainda mais quando vejo que se tornou a melhor leitura de uma pessoa. Acho que a clareza e a realidade para tratar um assunto que muita das vezes tem sido romantizado nos livros é fundamental. Quero muito ler.
    Muito bacana compartilhar o link do Buzz Feed, estou conferindo.

    Abraços.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Olá Duda! Que susto levei ao ler que a história é da mãe da autora! E mais chocante ainda é reconhecer que muitas pessoas estão vivendo num relacionamento assim sem se dar conta! Acho super pertinente esse tema, pois são tantos casos que vemos todos os dias de relacionamentos assim que sempre acabam mal, em sua grande maioria para as mulheres. Não sei se me apaixonaria pelo personagem como você, porque tenho a cabeça dura em relação a esse tipo, nem mesmo um personagem merece simpatia minha.. Hahaha Mas Colleen é muito poderosa, escreve demais!
    Bjoxx

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim! Choquei ao gostar dele kkkkkkkkk mas sou muito emotiva! haha espero que leia e goste! :)

      Excluir
  5. Olá!
    Vi quando o livro foi lançado, mas não tinha me interessado tanto por conta da capa. Mas gostei de saber sobre a temática dele, é algo que sempre estou pesquisando e lendo sobre. O que mais gostei que vc apontou em sua resenha foi o tipo de amor de Atlas, não é um amor muito trabalhado em livros (onde prevalece o romântico """padrão"""), e gostaria de conhecer como a autora colocou isso.
    Bem, não li ainda, mas não sei se vou conseguir gostar do Riley, mesmo sabendo que pessoas erram e talz...... Só lendo para saber.
    Beijinhos.

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Ainda não li esse livro, mas já por sua resenha sei que é um livrão bem completo. Colleen é uma autora que tem um extremo cuidado e uma sensibilidade incrível para descrever seus personagens, seus dramas, seus erros e suas redenções. Espero conseguir ler em breve.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  7. Olá, acho que essa é a primeira resenha que leio desse livro, ainda não sabia do que se tratava. Ainda não li nada da autora, mas depois da sua resenha, fiquei com uma vontade enorme de começar por esse livro. Achei muito interessante ele falar sobre relacionamentos abusivos.

    petalasdeliberdade.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Oii tudo bem???

    Quem vê cara não vê coração mesmo, com essa capa tão meiguinha esperava tudo mesmo um relacionamento abusivo, quero ler mais livros da Collen, geralmente não curto muito, e acabei deixado ela de lado, mas pretendo ler esse.
    Adorei a resenha
    Bjus Rafa

    ResponderExcluir
  9. Oi Duda, este livro me deixou bem desconfortável quanto ao romance e eu sei que este era o objetivo da autora. Ao contrario de você, eu odiei o Riley e no final do livro, estava querendo fazer com ele tudo o que ele fez com ela. Enfim, o livro é forte e muito bem desenvolvido e acho que é um dos melhores da Hoover.
    OUTRA VEZ – Ivi Campos
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Olá Duda,
    Estou bem ansiosa para ler esse livro por conta do tema dele, que acho fascinante. Fiquei muito contente por conhecer suas impressões e por comprovar minha suspeita do tema dele. Eu acho que precisamos fazer sobre relacionamentos abusivos, mas fiquei com o coração apertado pelo que você disse que a autora demonstra no livro. As pessoas não são ruins, apenas o fazem.
    Espero amar essa leitura.
    Beijos,
    http://www.umoceanodehistorias.com/

    ResponderExcluir
  11. Olá ♥
    Collen tem um dom maravilhoso em transformar palavras em sentimentos, e como é um livro com uma temática pesada e ainda por cima vivido por sua mãe imagino o quanto deve ter sido desafiador para ela escrever. Estou ansiosa para fazer a leitura, gosto de livros assim que nos apresenta fatos que acontecem no dia-a-dia, mas que muitas pessoas não dão a devida importância. Espero poder fazer a leitura em breve!

    ResponderExcluir

Agradecemos por comentar! ^_^



TOPO