8 de janeiro de 2018

Resenha: O garoto do cachecol vermelho.

em 8 de janeiro de 2018

22 comentários
Título: O garoto do cachecol vermelho.
Duologia: volume 1.
Autora: Ana Beatriz Brandão.
ISBN-13: 9788576865353.
ISBN-10: 8576865351.
Ano: 2016. 
Páginas: 294. 
Idioma: Português. 
Editora: Verus. 
Gênero: Ficção, Jovem adulto.
Categoria:  Literatura brasileira.

Encontre no Skoob.
Compre: aqui.

Sinopse: Uma história comovente, recheada de drama, suspense e romance. 
Melissa é uma garota linda, rica e mimada, que sempre consegue o que quer e tem todos na palma da mão. Ela acredita que a carreira de bailarina é a única coisa que realmente importa, porém suas certezas são abaladas quando faz uma aposta com um garoto misterioso, que parece ter como objetivo virar sua vida de cabeça para baixo. De repente, Melissa se vê dividida entre dois caminhos: realizar seu maior sonho, pelo qual batalhou a vida inteira, ou viver um grande amor. Mas, não importa aonde ela vá, todas as direções apontam para o garoto do cachecol vermelho... Com esta história intensa e apaixonante, Ana Beatriz Brandão vai emocionar e surpreender o leitor, provando que é uma jovem autora que tem muito a dizer.



Primeiramente, quero dizer que esse livro me surpreendeu e que eu não estava gostando dele inicialmente, porém devo dizer que temos que ter um lencinho em mãos para usar ao decorrer da leitura.

Melissa está na faculdade onde estuda Ballet, ela é linda, rica e tem tudo que quer. Tudo na vida dela é superficial, seus amigos, seu namoro e a única coisa verdadeira é o seu amor pelo Ballet.

Daniel é totalmente diferente, ele é humilde, de bom coração e ama ajudar os outros.

A dança é a única coisa que me dá a sensação de plenitude. Lembro a primeira vez que vi uma bailarina de verdade, quando tinha sete anos. (…)

(…) Como é que aquela princesa conseguia se mover com tanta leveza? Parecia estar flutuando. Giros, saltos, passos na ponta dos pés... Lembro que fiquei extasiada por semanas. Eu só falava naquilo, até que minha mãe me matriculou em uma escola de balé.

A primeira coisa que pensei foi: lá vem mais um romance clichê. Todavia, nunca esperei por dor, perda e que esse livro me fizesse pensar fundo, me levasse a reflexão, foi como se eu levasse um tapa por tê-lo julgado mal ao indicar a leitura.

Após Melissa confrontar Daniel no ano novo, ele decide que vai torná-la uma pessoa melhor, mostrar para Mel que além do mundo de aparências dela, pode ter algo maior. Mas para a nossa mocinha, Dani era apenas um vândalo, alguém que queria denegrir a arte. Sua amiga Fê, a única que era verdadeira, até queria ficar com ele, mas para Dani, quem começou a importar foi Mel.

“Então, querida, dá licença que eu vou à luta. Vou por meu charme irresistível em ação.” – Me deu uma piscadinha e caminhou em direção ao grupo de Daniel. – “Tanto faz” – resmunguei, sentindo alguma coisa estranha dentro de mim, um incômodo que eu não sabia o que significava.

Para quem nunca teve amor, com uma mãe ausente, ela realmente demoraria a ver o que acontecia. Mas um tempo juntos, e quando alguém percebe algo, pode mudar tudo. Com uma dieta para ser bailarina – como ela considerava – ela mal comia e isso estava a afetando, mesmo Mel não percebendo, levando-a a parar no hospital.

“Melissa, eu preciso dizer uma coisa. Você estava linda com aquela camisola de hospital” – gritou, com o olhar malicioso, e deu a partida no carro antes que eu pudesse xingá-lo de tarado. Fiquei ali, parada em frente a porta, com a boca aberta e os olhos arregalados. “Vândalo…” – sussurrei para mim mesma, com um sorriso que teimou em aparecer no meu rosto.

Então, ela se viu ligada aquele menino, ao vândalo que ela não queria perto. Ele propôs um acordo de dois meses, para que ela aprendesse algo sobre a vida. Mas Mel não pensou que em dois meses, ela se apaixonaria, e seria pouco o tempo deles juntos, que tudo poderia mudar rápido demais.

Ela queria ser melhor, por ela e por ele, mostrar que havia algo nela, que tinha esperança...

“Eu queria impressioná-lo mais do que qualquer coisa. Queria mostrar que minha vida não eram só problemas; havia, sim, algo em que eu era boa. A única coisa na qual eu realmente acreditava, a única coisa que eu amava e a única à qual me dedicava. Era a minha luz no fim do túnel. Assim como eu sabia que o garoto do cachecol vermelho, como era conhecido, poderia ser.”

Nada parecia ser real, para ela tudo era perfeito, mesmo não sendo. E ele mudou isso, mas quando conseguiu não foi tão perfeito assim para ela. Ela queria ir para Juilliard e ele a queria? Eles vão viver juntos? Eu não posso contar, apenas leiam, vale a pena, e preparem-se para um desfecho e tanto!

Porque o que o livro tem para contar, está mais profundo do que as palavras que lemos nele, a mensagem que passa é inesquecível.

Classificação:

Até mais ver!

22 comentários :

  1. Ah..suspira!Que resenha mais linda e mais repleta de amor!
    Tenho namorado este livro desde que o vi pela primeira vez, a capa meio fora dos padrões ditos "normais" e claro, o romance.
    Sou uma romântica incurável e ver assim, o amor sendo descoberto, explorado e vivido por protagonistas jovens e cheios de vida e diferenças, é algo que sempre me aquece o coração.
    Lerei com certeza!
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Adorei sua resenha, esse livro parece ser bem emocionante como você falou. Deve ser muito triste não ter um amor de mãe. Além disso, a obra parece ter um grande romance por trás. Infelizmente não tenho interesse nos livros da autora, mas para que gosta parece ser uma ótima obra.
    bjus

    http://naturezaliteraria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi Ana tudo bem? Que história legal, vou ser sincera achei que seria clichê também, mas foi fascinante ler sua resenha, vou anotar aqui, assim que tiver um tempo vou ler, obrigado! Bjs.

    ResponderExcluir
  4. Já faz um tempinho que este livro está na minha wishlist e sei que vou me emocionar com a história. Agora lendo sua resenha, estou mais ansiosa pela leitura rs

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oiii Ana tudo bem?
    Que demais essa dica menina, eu tenho um caderno, lapis e marcador de livro de seda da obra, fiquei encantada e não vejo a hora de encontrar uma promoção para comprar e sei que me encantaria demais, além de ter muito carinho pela autora.
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Olá!

    Apesar de todo o sucesso em torno da obra, não é algo que eu queira ler agora. A história é linda, mas no momento não é o que procuro. Parabéns pela resenha!

    ResponderExcluir
  7. Muito legal saber que não é um romance clichê e que traz tantas emoções para o leitor. Fiquei com vontade de ler.
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

    ResponderExcluir
  8. Já faz um tempinho que quero ler esse livro. Acho que precisamos de mais "Daniel" no mundo e o fato do livro trazer boas reflexões, sem dúvida me atiça ainda mais a vontade de tal leitura. Nem vou falar da curiosidade em saber as respostas de suas perguntas. Preciso muito ler esse livro.

    Beijos.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Gostei bastante de saber a sua opinião sobre o livro, é uma obra surpreendente mesmo e emocionante demais. Prepare-se para A Garota das Sapatilhas Brancas, é choro atrás de choro.

    ResponderExcluir
  10. Oi Analuzia, eu pretendo mesmo ler este livro,mas não tive oportunidade ainda. Além do enredo que me chamou atenção desde seu lançamento, tem também a beleza desta capa.
    Bjs Rose

    ResponderExcluir
  11. Oi, tudo bom?
    É tão bom quando não esperamos muito de um livro e ele acaba nos surpreendendo, né? Fico muito feliz que tenha sido uma leitura tão especial para você.
    Esse livro está na minha lista de desejados a algum tempo e sua resenha me deixou ainda mais curiosa para conferir. Parece ser uma leitura muito tocante e fiquei curiosa para saber se eles ficam juntos ou não haha.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Oie!
    Acho incrível quando um livro nos surpreende, e a leitura se torna bem diferente do que imaginamos, sempre vejo ótimas resenhas sobre esse livro, e a sua me empolgou ainda mais. Tenho certeza que é um livro inesquecível e que traz uma ótima reflexão!

    Beijos,
    Eli - Leitura Entre Amigas
    http://www.leituraentreamigas.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oii!
    Até hoje nunca vi uma resenha negativa sobre esse livro, e sempre que cruzo com ele, me faz pensar porque ainda não o li rsrs
    Vou colocar como meta definitiva para esse ano! E quero ler o segundo também.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  14. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  15. Ola,
    Adorei sua resenha. Eu ja tinha ouvido falar dele atraves de alguns ig's literarios, porem nenhum com uma resenha tao boa quanto a sua, alias, fiquei com sensação dele ser uma leitura bem rapida sabe? aquelas tranquilas e suaves

    ResponderExcluir
  16. Olá!
    Uma amiga que leu e resenhou esse livro no blog, mas estou com meu exemplar na estante e esse ano eu vou pegá-lo para ler, assim como A garota das sapatilhas brancas que também tenho visto uma ótima crítica. Pelo visto essa leitura é daquelas de emocionar o leitor e com uma autora tão jovem transbordando sentimentos na narrativa me deixa curiosa pra conhecer.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  17. Anaaaaa, segunda resenha que leio do livro e fiquei com muita vontade de ler. Capa linda, título lindo e curiosa por essas surpresas que o livro promete conter... Beijos

    Nara Dias
    www.viagensdepapel.com

    ResponderExcluir
  18. Oiii!

    Adoro a Aninha ela é uma pessoa maravilhosa e uma autora incrivel, mas ainda não essa obra. Fiquei feliz em saber que vc foi surpreendida nessa leitura, é muito bom quando isso acontece.
    Dica anotada e estou louca para saber qual é a mensagem!

    Beijinhos,

    ResponderExcluir
  19. Hum... saber que é um livro fará uma chorona como eu chorar já não me agradou kkk.
    Adorei sua sinceridade e arrependimento por julgar o livro mal e saber que ele é tão profundo que fez você refletir me conquistou, mesmo sabendo que chorarei. Gosto demais de obras que fazem refletir e me ensinam.

    Bejim
    Tânia Bueno

    ResponderExcluir
  20. Oi Ana, como está?
    Já li várias resenhas desse livro, mas nenhuma detalhou tanto como a tua. Nunca vi nada parecido de detalhismo nesse caso desse livro e confesso que agora me sinto bem mais instigada a ler.
    Abraços e beijos da Lady Trotsky
    http://galaxiadeideias.com
    http://osvampirosportenhos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  21. Mesmo com sua resenha super positiva eu infelizmente nao leria por nao ser meu estilo de leitura.

    ResponderExcluir
  22. Oi, tudo bem?
    Eu simplesmente amo este livro! Mas se chorou com este dobra a quantidade de lenços para A Garota das Sapatilhas Brancas!
    Bjs

    ResponderExcluir

Agradecemos por comentar! ^_^



TOPO