Autores Livros Entrevistas Filmes Games HQ's Mangás Wattpad Sagas Seriados

20 de dezembro de 2016

[Livros & Tal] TOP - Melhores leituras - 2016 - by Equipe LT


Perguntamos aos colaboradores do blog quais foram suas melhores leituras do ano e cada um deu sua resposta, vamos conferir?!


Melhores do ano: Endgame - O chamado,
                              Endgame - A chave do céu!!

Motivo: Me impressionou demais!! Tem uma trama muito bem feita, e as pistas espalhadas pelo livro fazem o leitor interagir mais com a história!!


A história começa há doze mil anos, quando seres poderosos desceram do céu entre fumaça e fogo e criaram a humanidade, deixando-nos regras segundo as quais viver. Precisavam de ouro, e, para extraí-lo, instalaram aqui as doze linhagens que deram origem às nossas antigas civilizações. Quando conseguiram o que queriam, foram embora. Mas avisaram que um dia retornariam e que, quando isso acontecesse, seria para o Jogo. O Jogo que determinaria nosso futuro. Os Jogadores terão que achar três chaves, que estão espalhadas pelo planeta. Quem achá-las primeiro ganha. 'Endgame: O Chamado' acompanha a busca dos doze Jogadores pela primeira chave.

O livro contém um enigma. Um enigma que convida o leitor a jogar seu próprio Endgame. Quem encontrar a solução primeiro ganhará uma mala cheia de ouro. Em adição ao enigma estará disponível um jogo on-line revolucionário desenvolvido pela Niantic Labs, empresa associada ao Google e responsável também pelo jogo Ingress.






Em Endgame: A Chave do Céu, o Jogo que definirá o futuro do planeta ganha um novo e eletrizante capítulo. No primeiro volume da série, O Chamado, conhecemos os doze Jogadores: seus medos, ensinamentos e o desejo implacável pela vitória. 
Na busca pela primeira chave, alianças foram sacramentadas, segredos foram revelados e a morte inevitável chegou para alguns. Mas o Jogo continua, e agora os nove Jogadores remanescentes precisarão ser mais ágeis, inteligentes e cruéis, se quiserem salvar suas linhagens e a si mesmos. A Chave do Céu — onde quer que esteja, o que quer que seja — é a próxima meta. E nada será capaz de deter os Jogadores.










Melhor livro: SAGA Grossip Girl.

Motivo: Porque foi o melhor. Porque amo a série e amo fofocas.

Personagem preferido: Meu Chuck.Porque ele é o "fodão". 





Gossip Girl é uma série de livros escritos por Cecily von Ziegesar e conta a história da vida glamurosa de adolescentes nova-iorquinos.[1] A história é narrada por uma misteriosa blogueira, que só é revelada no último episódio da série, que conta todos os detalhes do dia a dia dos personagens em seu blog.












Melhor livro: Os condenados, de Andrew Pyper.

Motivo: Foi chocante e com a dose certa de suspense, drama, aventura. Além disso, Pyper conseguiu falar de amor em um livro assustador.

Personagem favorito: Ash, por ser uma grande antagonista!😍


O medo clássico tem um novo nome. Andrew Pyper. — Stephen King Danny Orchard conseguiu enganar a morte e ganhou uma segunda chance para viver. Só que ele não voltou do inferno sozinho. Em “Os Condenados”, Andrew Pyper, autor do fenômeno O Demonologista, explora as conexões de amor e ódio entre irmãos gêmeos, numa história sobrenatural digna de pesadelos. Danny passou por uma experiência de quase-morte em um incêndio há mais de vinte anos. Sua irmã gêmea, Ashleigh, não teve a mesma sorte. Danny conseguiu transformar sua tragédia pessoal em um livro que se tornaria um grande best-seller. Ainda que isso não signifique que ele tenha conseguido superar a morte da irmã. Claro, ela nunca mais o deixaria em paz. Mesmo depois de morta, Ash continua sendo uma garota vingativa e egoísta, como sempre. Mas agora que seu irmão finalmente tenta levar uma vida normal, ela se torna cada vez mais possessiva. Danny parece condenado à solidão. Qualquer chance de felicidade é destruída pelo fantasma de seu passado, e se aproximar de outras pessoas significa colocá-las em risco. “Os Condenados” é o segundo lançamento de Andrew Pyper pela DarkSide Books. O autor, presente em diversas listas de mais vendidos em todo o mundo, foi consagrado por uma nova geração de leitores brasileiros, que fizeram O Demonologista ser uma das melhores surpresas em 2015. E agora Pyper promete incendiar novamente o mercado com este asfixiante thriller psicológico.




Melhores leituras: The kiss of Deception e O Despertar do Príncipe.

Melhor personagem: Kaden - The Kiss Of Deceotions, porque ele não é o mocinho mala sem alça que estamos acostumados.
Amun -  O Despertar do Príncipe, por ser misterioso e charmoso.



Plante ilusões e você colherá do mundo grandes decepções
A força feminina é a grande estrela neste romance de Mary E. Pearson. Tudo parecia perfeito, um verdadeiro conto de fadas – menos para a protagonista dessa história. Morrighan é um reino imerso em tradições, histórias e deveres, e a Primeira Filha da Casa Real, uma garota de 17 anos chamada Lia, decidiu fugir de um casamento arranjado que supostamente selaria a paz entre dois reinos através de uma aliança política. O jovem príncipe escolhido se vê então obrigado a atravessar o continente para encontrá-la a qualquer custo. Mas essa se torna também a missão de um temido assassino. Quem a encontrará primeiro?
O primeiro volume das Crônicas de Amor e Ódio evoca culturas do nosso mundo e as transpõe para a história de forma magnífica. Através de uma escrita apaixonante e uma convincente narrativa, o romance de Pearson é capaz de mudar a nossa concepção entre o bem e o mal e nos fazer repensar todos os estereótipos aos quais estamos condicionados. É um livro sobre a importância da autodescoberta, do amor e como ele pode nos enganar, e de uma protagonista em busca de sua liberdade e felicidade a qualquer custo.




Aos 17 anos, Liliana Young tem uma vida aparentemente invejável. Ela mora em um luxuoso hotel de Nova York com os pais ricos e bem-sucedidos, só usa roupas de grife, recebe uma generosa mesada e tem liberdade para explorar a cidade.
Mas para isso ela precisa seguir algumas regras: só tirar notas altas no colégio, apresentar-se adequadamente nas festas com os pais e fazer amizade apenas com quem eles aprovarem.
Um dia, na seção egípcia do Metropolitan Museum of Art, Lily está pensando numa maneira de convencer os pais a deixá-la escolher a própria carreira, quando uma figura espantosa cruza o seu caminho: uma múmia — na verdade, um príncipe egípcio com poderes divinos que acaba de despertar de um sono de mil anos.
A partir daí, a vida solitária e super-regrada de Lily sofre uma reviravolta. Uma força irresistível a leva a seguir o príncipe Amon até o lendário Vale dos Reis, no Egito, em busca dos outros dois irmãos adormecidos, numa luta contra o tempo para realizar a cerimônia que é a última esperança para salvar a humanidade do maligno deus Seth.
Em “O despertar do príncipe”, Colleen Houck apresenta uma narrativa inteligente, cheia de humor e ironia. Este é o primeiro volume da aguardada série Deuses do Egito, uma aventura fascinante que vai nos transportar para cenários extraordinários e nos apresentar a criaturas fantásticas da rica mitologia egípcia.







Aricia Aguiar.

Melhores livros: Trono de Vidro - Coroa da Meia Noite - Sarah J. Maas e Henrico - Série Homens da Máfia.

Melhores personagens: Celaena - porque sim!
Henrico - Homem com pegada do jeito que a mulherada gosta!



Celaena Sardothien, a melhor assassina de Adarlan, tornou-se a assassina real depois de vencer a competição do rei e se livrar da escravidão. Mas sua lealdade nunca esteve com a coroa. Tudo o que deseja é ser livre e fazer justiça. Nos arredores do castelo, surgem rumores a respeito de uma conspiração contra misteriosos planos do rei, mas antes de cuidar dos traidores, Celaena quer descobrir exatamente que planos são esses. O que ela não imaginava é que acabaria em meio a uma perigosa trama de segredos e traições tecida ao redor da coroa. Em Adarlan, um segredo parece se esconder por trás de cada porta trancada, e Celaena está determinada a desvendar todos eles para proteger aqueles que aprendeu a amar.













Henrico é o segundo livro da saga homens da máfia. 
Catalyn é uma mulher independente e cheia de vida. Forçada a amadurecer devido à morte prematura dos seus pais, Cat vive para ter uma vida melhor e para que seu irmão mais novo, Jason, não sofra do mesmo mal que eles. Entretanto, Jason não tem o mesmo plano que ela e os caminhos de Cat Sheridan se cruzam com os do mafioso Henrico Velásquez.
Henrico Velásquez é o Dom da máfia do lado Norte da cidade de Roadland, dono de várias boates e o melhor no tráfico de drogas. Ele tem sua vida virada de cabeça para baixo quando, em uma noite, resolve cobrar a dívida de Jason Sheridan. Henrico esperava tudo, exceto, encontrar uma loira linda de olhos azuis que gritam sensualidade.
Mesmo tentando, Henrico não consegue se afastar de Catalyn o que o faz determinado a ter aquela mulher ao seu lado.
Dívida.
Drogas.
Máfia e sangue.





Ana Luz.

Melhor do ano: O Visconde que me amava.

Motivo: Parte do enredo do livro, a que envolve a paternidade, mexeu muito comigo, o medo de Anthony, a certeza que ele tinha, as emoções descritas, enfim, o livro mexeu bastante comigo em determinados aspectos, mesmo sendo, para muitos, apenas um romance de época, me conquistou para valer.

Personagem preferido: Anthony, sem sombras de dúvidas, por tudo que já descrevi acima e mais um pouco.

A temporada de bailes e festas de 1814 acaba de começar em Londres. Como de costume, as mães ambiciosas já estão ávidas por encontrar um marido adequado para suas filhas. Ao que tudo indica, o solteiro mais cobiçado do ano será

Anthony Bridgerton, um visconde charmoso, elegante e muito rico que, contrariando as probabilidades, resolve dar um basta na rotina de libertino e arranjar uma noiva.
Logo ele decide que Edwina Sheffield, a debutante mais linda da estação, é a candidata ideal. Mas, para levá-la ao altar, primeiro terá que convencer Kate, a irmã mais velha da jovem, de que merece se casar com ela.
Não será uma tarefa fácil, porque Kate não acredita que ex-libertinos possam se transformar em bons maridos e não deixará Edwina cair nas garras dele.
Enquanto faz de tudo para afastá-lo da irmã, Kate descobre que o visconde devasso é também um homem honesto e gentil. Ao mesmo tempo, Anthony começa a sonhar com ela, apesar de achá-la a criatura mais intrometida e irritante que já pisou nos salões de Londres. Aos poucos, os dois percebem que essa centelha de desejo pode ser mais do que uma simples atração.
Considerada a Jane Austen contemporânea, Julia Quinn mantém, neste segundo livro da série Os Bridgertons, o senso de humor e a capacidade de despertar emoções que lhe permitem construir personagens carismáticos e histórias inesquecíveis.


 

Laneeh Martins.

Melhor livro de 2016: Muito Mais que uma Princesa - Laura Lee Guhrke.


Motivo: Um romance de época doce, leve e muito divertido. 

Personagem favorito: Ian. Porque ele foi fantástico do início ao fim.




Filha ilegítima de um príncipe e de uma famosa cortesã, Lucia viveu confinada em escolas e conventos durante a maior parte da vida. Mas, essas experiências não a impediram de provocar um escândalo depois do outro. Exasperado, o príncipe Cesare de Bolgheri decide que a filha deveria se casar o quanto antes. Para arranjar o casamento, Sir Ian Moore, o mais respeitado diplomata britânico, é chamado às pressas. De volta à Inglaterra, ele promete a si mesmo que achará um marido para Lucia, mas logo vê que sua experiência de diplomata talvez não seja suficiente para quebrar a resistência da moça. Apesar de não faltarem candidatos, nenhum está à altura do espírito e da paixão de Lucia. Trata-se de uma história que surpreende o leitor do início ao fim.



Mayara Milesi.

Melhor leitura do ano: Amos e Masmorras: O Torneio. 


Motivo: Sou uma pessoa que gosta muito de um livro que te surpreende e da mistura de vários gêneros em um único lugar. E encontrei isso nesse livro. Um romance policial, cheio de adrenalina, surpresas, romance e uma pitada de hot que me deixou de queixo caído.

Personagem preferido: Lion... Lion... Mil vezes Lion Romano!! Ohhhhhh... homem maravilhoso!!! Romântico, sexy... corajoso... apaixonado... ahhh... quero ele pra mim!




Chegou a hora de encarar o tão aguardado torneio Dragões e Masmorras DS. Entregue-se aos combates. Liberte seus desejos. Na busca pela irmã desaparecida, a agente Cleo Connelly conseguiu se infiltrar no ultrassecreto torneio de práticas BDSM, o Dragões e Masmorras DS. Tudo o que ela sabe é que está prestes a mergulhar numa experiência única que vai afetar todos os seus sentidos e mexer com seus mais profundos desejos e medos. Após o excitante treinamento como submissa do agente Lion Romano, parceiro de sua irmã no FBI e sua paixão de infância, Cleo está pronta para enfrentar os desafios que a esperam ou pelo menos é o que ela pensa.


                               

É isso, galera! Agora, deixem nos comentários, quais foram as melhores leituras para vocês em 2016, vamos adorar saber!







12 comentários :

  1. Tirando três ou quatro livros que eu conheço e já fazia uma ideia de que poderiam ser ótimos, alguns aí realmente me impressionaram por ter conquistado os colaboradores, eu não os leria nem morta... kkkkkkkkkkkkk... mas cada um no seu quadrado.

    Raíssa Nantes

    ResponderExcluir
  2. Ola
    Adorei o post.
    Ótimo ver gostos tão variados.
    Já anotei o que não havia lido.
    Bj

    ResponderExcluir
  3. Que bom ver O Visconde que me amava nessa lista, de todos os citados por vocês é o único que já li, e se tornou um dos meus favoritos, gosto demais dele!

    ResponderExcluir
  4. oie!
    Os livros da Julia são ótimos! Eu adorei todos que foram publicados da série.
    Eu já li o livro Amos e Masmorras, e gostei muito desse livro, inclusive não vejo a hora de ler os próximos.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  5. De todos esses livros eu li apenas o segundo volume de Amos e Masmorras e adorei também, é um livro maravilhoso.

    ResponderExcluir
  6. Excelentes indicações. Não li a maioria dos livros que vocês citaram - li O Visconde que me amava, O trono de vidro e o Despertar do Príncipe. Quero ler o Muito mais que uma princesa, mas ainda não consegui comprá-lo. Eu sofro para fazer este tipo de lista porque sou incapaz de escolher apenas um livro!

    ResponderExcluir
  7. Dos livros citados eu li apenas O Visconde Que Me Amava e Muito Mais Que uma Princesa e gostei bastante de ambos, recomendo muito ambos. Tentei ler O Despertar do Príncipe, mas do meio para o final a leitura não fluía mais comigo e estou há meses enrolando a leitura de The Kiss Of Deception (para a minha vergonha).

    ResponderExcluir
  8. De todos os melhores do ano, só tenho a concordar com a Jéssica Silva, ela realmente soube escolhercom The Kiss Of Deception entre seus melhores, essa série é apaixonante e a diagramação então? <3

    ResponderExcluir
  9. Olá, tudo bem? Vários dos livros citados estão na minha leitura de 2017 então estou feliz. GG É MEU SONHO CONSEGUIR TODOS ESSES LIVROS E LÊ-LOS <3 Minhas melhores leituras esse ano foi bem diversificada mas deixo de antemão que foram 7 livros dentre eles: Six Of Crows, O Ar que ele Respira Uma Semana Para Se Perder. Adorei!
    Beijos,
    http://diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. OI!!

    ENgraçado como somos diferentes, cada colaborador escolheu obras totalmente diferentes de seus amigos. Enfim, ainda não li as mesmas mesmo já as conhecendo e acho que antes do final do ano farei um post sobre isso. Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Morro de vontade de ler a série Gossip Girl! Pena que não tenho coragem de comprar tudo hahaha Morro de vontade de ler The Kiss Of Deception, pena que ainda não tive a oportunidade.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  12. Acho que elegeria como minhas melhores leituras do ano Raio de sol, Corte de névoa e fúria e Amor verdadeiro. Mas amo muito toda a série Trono de Vidro. Amei O despertar do príncipe mas odiei a continuação.

    ResponderExcluir

Agradecemos por comentar! ^_^