Autores Livros Entrevistas Filmes Games HQ's Mangás Wattpad Sagas Seriados

9 de agosto de 2017

Resenha: Ithori – Filhos do Acordo #03 – Thais Lopes.

Título: Ithori.
Série: Filhos do Acordo.
Livro: 03.
Autora: Thais Lopes.
ISBN: B0737DRTR6.
Ano: 2017. Páginas: 234.
Idioma: Português.
Editora: Senhor da Lenda.
Gênero: Erótico, Ficção científica.
Categoria: Literatura Brasileira.
Adicione ao Skoob.
Compre: aqui.
Cortesia / Autora parceira LT 2017.
Sinopse: Quando Suelen foi abduzida, ela era mais uma mulher assustada, sem entender o que estava acontecendo ou como tinha ido parar em um mercado de terráqueas. Mas isso foi seis anos atrás. Hoje, sua prioridade passou a ser sobreviver da melhor forma possível.
Até que um agente do Acordo começa a caçá-la. E não é qualquer agente. Ithori foi a primeira pessoa em quem ela confiou ali, o homem por quem quase se apaixonou e que mentiu para ela o tempo todo. Porque enquanto Suelen acreditava que ele era um prisioneiro, também, Ithori era um agente do governo.
Agora Suelen não tem outra opção a não ser trabalhar com o homem que passou a odiar. É isto ou a prisão domiciliar, porque ela já viu demais para permitirem que volte para a Terra. Mas Ithori não está disposto a deixar que ela mantenha sua distância e Suelen não tem certeza de que é isto que realmente quer. Talvez ódio não seja a palavra certa, no fim das contas. E talvez os dois consigam sobreviver à missão que receberam - roubar informações do grupo responsável pelo comércio de terráqueas - e entender o que é aquilo que existe entre eles.


Ithori é o terceiro volume da série Filhos do Acordo, é também o nome do extraterrestre que fez a vida de uma humana mudar para melhor e para pior, desde que Suelen – a mocinha da vez – fora abduzida e jogada no universo do Acordo.

Desde sua abdução, há seis anos – humanos –, Suelen teve que se adequar com o que ela tinha, e ela é uma das personagens com mais facilidade em se adequar a rotina daquele povo desconhecido e completamente diferente dela em todos os aspectos – fisiológicos e culturais –. Teoricamente, os humanos são uma espécie menos evoluída, tanto é assim que é um dos povos que tem desconhecimento da real existência dessas espécies que vivem em outros planetas, que transitam por eles, vão até a terra e inclusive estudam os humanos em silêncio.

Infelizmente nem todo mundo é legal – mera coincidência com a realidade, não? Risos – e tem os caras do lado mal da força que decidiram abduzir mulheres terráqueas e realizar experiências – das quais ainda não se sabe os motivos e o que eles querem – com elas, fazendo com que um comércio de abdução e venda de mulheres passe a existir. As mulheres são abduzidas e vendidas para quem der mais.

Suelen foi parar em um bando de piratas extraterrestres que invadiu a nave que lhe tinha abduzido (piratas bem queridos) e por esse motivo seu destino foi um pouco diferenciado da maioria das mulheres que foram jogadas naquele universo sem oportunidade de escolhas, como gados a serem usados como bem quisessem e entendessem.

Como disse, para Suelen as coisas foram um pouco diferentes. Ao ser abduzida, com alguns acontecimentos posteriores, ela foi parar na mesma sela onde conheceu Ithori, e ele de algum modo a ajudou até algum tempo atrás. Porém, nem tudo é perfeito... Depois de alguns anos confiando em Ithori, aprendendo quase tudo que sabe sobre o Acordo com ele e tornando-se sua amante, ela vê seu novo mundo despencar: Acreditando que Ithori morreu para salvá-la, sofrendo por um ano inteiro com isso, sem chances de voltar para casa, do nada ela descobre que... O Ithori que ela conheceu era uma farsa, mas, até que ponto o era? Ela acredita que totalmente.

Com uma mensagem ele faz com que a “segurança” que ela encontrou em meio ao bando de piratas de Drek tenha de ser deixada para trás, sem pensar nas consequências que poderiam vir como um todo, porque a única coisa que ela sabia é: Já que não podia mudar a sua realidade, não hesitaria em fazer o que quer que seja para que outras mulheres não tenham de passar pelo que ela passou. Se pudesse ajudar com um único ato? Então, considerem feito!

Todavia, esse pequeno ato faz com que Suelen se veja sozinha, tendo de se virar do jeito que der para sobreviver no Acordo. Como humana as coisas podiam ser bem complicadas para ela, mas Suelen é esperta e consegue se colocar bem e explora o mercado negro do espaço para viver e também para ajudar as mulheres a seu modo. Se colocado em perigo frequentemente e se virando para sair deles ela consegue se manter bem por dois anos. Até que...

Ithori bate à sua porta – digamos assim – e a nossa mocinha se vê encarando o passado e toda a raiva que sente de Ithori aflora com tudo (e isso não é a única coisa que retorna a superfície – risos). Suelen tem de fazer uma escolha: trabalhar com Ithori para libertar algumas humanas que também foram abduzidas e tentar fazer com que esse mercado de terráqueas se encerre ou ser um alvo para os agentes do Acordo devido aos seus atos um tanto contraditórios para as leis locais. Ela seria capaz de lidar com Ithori para alcançar os objetivos que ambos tinham em comum?

As coisas estão meio complicadas para ela, definitivamente. Mas, acreditem, estão difíceis para Ithori também. Segredos, tanto dele quanto dela serão revelados. Ele a usou? Sim ou não? Ele fez tudo o que fez apenas para conseguir mais informações sobre as terráqueas, o que eles viveram foi apenas para ajudar na farsa que ele precisava manter por conta de seu trabalho como agente infiltrado ou tinha alguma verdade? Eles vão conseguir salvar as mulheres? Acabar com as abduções e prender todos os culpados? O que vai acontecer depois? Bem, descubra lendo!

Preciso dizer que esse terceiro livro é o que mais gostei da série – até o momento –. Esse volume é mais sério, mais centrado no problema das mulheres, menos pegação e mais foco na ação e esse detalhe me cativou bastante, confesso. Porque, como deixei claro nas minhas resenhas anteriores, o que mais me chama a atenção na série é o motivo por trás dos sequestros – claro que tenho minhas teorias, mas ler é sem igual – haha.

Suelen é uma personagem forte, como ficou evidente, mas muito cabeça dura. Ithori é um idiota fofo – haha –, e alguns amigos dessa turma são completamente sem noção, mas... “tá” valendo – risos. Novos personagens são inseridos e vão ampliando o leque dessa série, vão abrindo caminhos para que a autora possa trabalhar o enredo muito além das humanas abduzidas.

Não posso falar muito sobre a edição, tenho acompanhando a série no formato digital, e-books de cortesia da autora que é nossa parceira aqui do blog. A capa segue o padrão que a Thais vem utilizando na série e isso é ótimo, séries que usam um mesmo padrão nas capas dão um charme a mais nas edições. Infelizmente encontrei alguns errinhos deixados pela revisão, mas nada que influencie na leitura.

Se vale a pena conferir? Claro que sim! A escrita é em primeira pessoa, simples e gostosa, a leitura flui com muita facilidade. E, para quem gosta de um romance com uma pegada quente, mas quer se aventurar por uma ficção científica, essa série é para você!

Até mais ver!

Classificação:


Leia outras resenhas de obras da autora Thais Lopes clicando nos links abaixo.

Série Santuário da Morte
(A autora retirou essa série do mercado, ela está reescrevendo a mesma).

Série Crônica de Táiran.
4. Guardiã.
Série Filhos do Acordo.
3. Ithori.
4. Dravos.

Acompanhe a autora nas redes sociais:
  1. Skoob da autora - clique aqui. 
  2. Perfil da autora no facebook - clique aqui. 
  3. Fanpage - clique aquiSite - clique aqui.
  4. Instagram - clique aqui. 
  5. Crônicas de Táiran - clique aqui
  6. Série Santuário da Morte - clique aqui
  7. Nilue - clique aqui
  8. Wattpad - clique aqui.

5 comentários :

  1. Oiê!!
    Não conhecia essa autora e muito menos sua obra, mas achei bem interessante essa história porque ela funciona mais ou menos como uma alegoria a vida real com o tráfico de pessoas e tudo o mais, só que com elementos de ficção científica. Achei muito legal essa narrativa e já anotei a dica! =)

    ResponderExcluir
  2. Ooi
    Não conhecia essa série, mas parecem ótimos!
    Não conheço os personagem, mas pelo que disse já fiquei curiosa e ansiosa para conhecê-los.
    Dica anotada! Espero ter a oportunidade de lê-lo em breve.

    ResponderExcluir
  3. Oi!
    Nossa, essa autora tem vários livros lançados, não é? Ainda não lembro de ter lido nenhuma resenha de livros dela, mas gostei muito da sua resenha e de você ter dito que esse livro é o mais maduro da série. Achei a personalidade da Suelen muito interessante e vou tentar dar uma dica, pois tenho a impressão que vou gostar.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Oii, tudo bom?

    Que mundo complexo. Nunca tinha escutado falar desses livros, mas achei bem interessante. Quem diria que os humanos, se achando tão superiores, seriam abduzidos. Vou anotar a dica!

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi Ana
    gostei da mistura de romance com ficção científica, parece bem interessante, e a Suelen um boa protagonista (não curto muito protagonistas q se deixam ser manipuladas o tempo todo, ou deixam de agir quando necessário, oq não parece ser o caso dela).

    ResponderExcluir

Agradecemos por comentar! ^_^