Autores Livros Entrevistas Filmes Games HQ's Mangás Wattpad Sagas Seriados

5 de novembro de 2015

Resenha: O Vampiro Imperador.


Título: O Vampiro Imperador.
Autor: Leonardo Barros.
ISBN-13: 9788542805963.
ISBN-10: 8542805968.
Ano: 2015. 
Páginas: 400.
Idioma: Português.
Editora: Novo Século.
Adicione ao Skoob


Sinopse:
Drucila é uma linda jovem romana, casada com o médico do imperador Nero. Diante da ausência do filho, ela entrega-se a um culto proibido de fertilidade, ato que inicia sua ruína e tem relação com sua transformação em vampira. Ciente de seu poder, ela resolve dominar Roma e não mede esforços para consegui-lo. As intenções de Drucila só poderiam ser ameaçadas por Dotan, um ser imortal como ela. Em noites de lua cheia, esse general de confiança de Nero prende a si mesmo a fim de evitar que o lobisomem, criatura que se tornou há milhares de anos, domine-o. No entanto, quando Dotan se vê diante de uma Roma guiada por energias maléficas, ele engendra sua força para tentar salvar o povo da perseguição e da tirania. O derramamento de sangue se torna um pesadelo constante. A cidade caminha, a passos rápidos, para um longo período de escuridão. Traições, jogos de poder e lutas épicas enredam essa engenhosa aventura que põe em conflito a busca pelo bem e o desejo, às vezes incontrolável, pelo poder e pela luxúria.


“Porque a paz é algo que somente a morte nos trará!”

Não. Não é mais um livro de “vampiros”, não mesmo! É mais um livro de vampiros, vampiros de verdade! Sabe a diferença? Vou explicar meu ponto de vista, prometo!

O derramamento de sangue se torna um pesadelo constante. A cidade caminha, a passos rápidos, para um longo período de escuridão. Traições, jogos de poder e lutas épicas enredam essa engenhosa aventura que põe em conflito a busca pelo bem e o desejo, às vezes incontrolável, pelo poder e pela luxúria.

Antes de continuar, quero deixar claro que, eu gosto sim dos "vampiros romantizados" (meu jeito de diferenciar as histórias vampirescas, logo vocês vão me entender), mas umas das coisas mais raras hoje em dia, é encontrar histórias novas de vampiros de verdade. Quando me refiro à vampiros de verdade, falo sobre aquela sensação de seres amaldiçoados, no estilo das primeiras histórias que se viu por aí e não os nossos amados mocinhos super maravilhosos bebedores de sangue, românticos, heróis e protetores que encontramos hoje em dia (quem acompanha o Blog, sabe que gosto dos dois tipos). Para ser mais clara sobre quando digo “vampiros de verdade”, vou mencionar dois nomes bem conhecidos de autores que vão lhes fazer compreender o que quero dizer: falo de vampiros ao estilo de Anne Rice e Bram Stoker.

Dotan sentiu aquele cheiro e tentou ignorá-lo, mas era impossível resistir ao odor que aquela mulher exalava. E aquele aroma o excitava e o fazia lembrar-se das insanidades que um dia fizera, sob o domínio do lobo que habitava sua alma.

"O Vampiro Imperador" é um misto de tudo que gosto e esse é um dos fatores que me fez querer lê-lo, que chamou a minha atenção desde a primeira divulgação de lançamento da obra a qual vi em um dos Blogs amigos do LT. Então, assim que possível, adquiri um exemplar diretamente com o autor. O qual veio autografado e com marcadores que adorei e aproveito para agradece-lo por isso.

Tinham olhos negros e esféricos. Duas presas despontavam de suas bocas, nos lugares exatos em que se inserem os caninos. Em suas mãos se alongavam garras afiadas como punhais.

A história se passa em Sodoma e Roma, sendo está segunda o maior centro do enredo e passa-se também em tempos diferentes, antes e depois de Cristo e em anos diferentes. Uma mistura de seres fantásticos, de soldados, imperadores, deuses e Deus, de maldade, de benevolência, um misto bem leve de mitologia com o sobrenatural, de crenças com a descrença, de lobos e vampiros, do Anticristo e daqueles que levam os ensinamentos de Christus na tentativa de salvar o mundo. Uma guerra entre o bem e o mal que atravessa eras, que não tem previsão de término, que é sangrenta e pela qual, não são apenas as criaturas sobrenaturais as responsáveis, o homem (humano) também tem sua cota e para falar a verdade, é um dos mais cruéis e responsáveis por tudo de mal do mundo até os dias de hoje.

Um rosto de santa com intenções demoníacas.

Com bastante ação, Leonardo Barros me fez mergulhar em um mundo de escuridão, de trevas, de pouca luz e me surpreendeu com seu enredo. Me surpreendeu porque ele em momento algum romantizou qualquer uma de suas criaturas, fossem lobos ou vampiros, estivessem eles do lado do bem ou do mal. A história também não conta com um romance, ela é na verdade algo diferente, o oposto disso. Sim, ele explora a sensualidade natural que todos imaginamos nessas criaturas, mas de um jeito que não nos incomoda durante a leitura. Me senti verdadeiramente participando de toda a algazarra que por lá aconteceu.

"Somos responsáveis pelos nossos próprios devaneios, minha senhora. É a isso que damos o nome de livre-arbítrio."

Drucila, bela, jovem e inconsequente acabou por deitar sobre a terra um mal a tempos adormecido, ela foi escolhida e “desgraçada” por querer demais algo que não conseguia. Virou Roma de cabeça para baixo, fez e aconteceu em meio aquele povo e ainda assim, não deixou de desejar o que a levou a tornar-se uma criatura das trevas. Mas será que ela vai conseguir o que almeja? Não posso contar nada sobre isso, não mesmo! #ContinueLendo #Leia_o_Livro - risos.

"Enquanto conversamos, sua carne apodrece... A vida de um mortal é feita de desprazeres, de obrigações. E, quando você perceber que é tempo de aproveitar, seus ossos e suas carnes vão doer tanto que tudo o que você vai querer é tomar uma taça de vinho e dormir."

Lucius, gente, que personagem fofo! E que dó me deu de seu desfecho, o Leonardo é malvado - as vezes. Gostaria de ver mais dele, é um pequeno personagem que me conquistou.

Dotan andava apressado pela rua e, ao se lembrar de Drucila pensou: Ela, uma bruxa desgraçada! O imperador, um imbecil que se deixa dominar por uma mulher.

Dotan, intrigante, bem e mal e um tanto diferente. Me conquistou, mas me irritou também esse mocinho.

“O legionário não tem medo da morte. Seu único temor é não morrer lutando!”

Achei a trama bem construída e interessante, o desenvolvimento também. Confesso que lendo a sinopse e parte do livro, particularmente, pensei que o foco maior seria uma vingança pessoal da Drucila, e quão surpresa fiquei quando percebi que na verdade, ela só queria ser mãe? Gente, ela só queria isso, só isso! E que todo o "terror" que ela lançou sobre Roma, foi por algo "maior" do que a sua vingança, pelo desejo de seu "superior" (digamos assim). Com uma personalidade bem perigosa, uma criatura extremamente carnal e possessiva, Drucila não mediu esforços e teve facilmente o Imperador aos seus pés e de certo modo, até mesmo aquele que deveria derrotá-la... Algo que me incomodou nela, foi as ofertas: "Sou o que você quiser que eu seja..." Garota, você é a super poderosa, a menina má que vai onde quer, acorda, mulher! ~.~ Mas, ainda assim, deu para aceitar, afinal, lobos em pele de cordeiro costumam fazer grandes estragos.

"Existem muitos universos e muitas realidades. E sempre que um deus trespassa o plano dos espíritos para nos contemplar com seu poder, um novo mundo se revela."

Uma criação fantasiosa e com ingredientes de histórias que conhecemos, com uma leve pegada de erotismo, a mistura com o cristianismo, Leonardo criou um gancho para desenvolver uma história fictícia muito boa. Sim, sei que a maioria dos leitores está saturada de histórias que abordem a temática dos vampiros, mas como disse no início, este tem seu diferencial e foi muito bacana poder acompanhar todos os personagens ao decorrer das páginas.

E novamente sentiu uma presença em seu redor: uma visita sombria que a protegia e a agraciava com aquele poder maravilhoso, com a força, e o desejo de sangue tão doce e pulsante quanto a própria vida.

Estou me prolongando muito (isso acontece quando gosto do livro - risos), o que posso destacar é: Uma trama repleta de sensualidade, o bem e o mal - uma guerra travada em pequenas batalhas. Complôs e intrigas, derramamento de sangue, muito, muito sangue. Repleta de ação, de amores, de desejos, de poder, de destruição, de muita ganância, o autor nos presenteia com uma obra maravilhosa. Claro que nem tudo é perfeito e talvez - para mim - o único ponto que me incomodou um pouco, foi a sensação de que ninguém pode vencer (lendo o livro, você vai entender), entretanto, ainda assim, a história me agradou demasiadamente.

"A história de Roma se escreve com o sangue de homens comuns, enquanto os poderosos permanecem ilesos."

Uma obra escrita em terceira pessoa, Leonardo possui uma escrita cativante e que flui facilmente para o leitor. Com páginas amareladas e contando com uma revisão impecável (preciso destacar isso, afinal, sempre falo que a Novo Século tem como sua marca os erros bobos em grande número em suas edições, nesse livro, a editora me surpreendeu positivamente). Tendo uma capa condizente com o enredo e atrativa, O Vampiro Imperador é um livro nacional que entrou para os melhores do ano para mim que, além de gostar de uma boa história fantástica, sou uma apaixonada por vampiros. Ah, para encerrar, descrevo o final como: Sensacional! Me deixou curiosa e sim, chamei o Leonardo inbox e lhe fiz algumas perguntas que, não, não vou contar o pouco que ele revelou aqui - risos. Mas, o que posso dizer, é que a palavra "continuação" não deve ser utilizada.

Fértil como a terra, eterna entre os seus.



E aí: Já leu? Quer ler? Quais as suas primeiras impressões ao se deparar com "O Vampiro Imperador"?




Nos vemos por aí... Nos encontraremos em meio a essas criaturas de caninos, criaturas da noite. Mas, enquanto isso, vou ali... vou junto com o meu canino - risos - curtir mais algumas histórias com derramamento de sangue e assim, saciar a minha sede de livros. Definitivamente, nasci gente por engano. XD

Até a próxima, humanos!
Nota: 



9 comentários :

  1. Oieee.
    Não sou fã de vampiros, depois de Crepúsculo a coisa ficou meio chata e sempre as mesmas histórias.
    Porém o modo como tu escreveu e gostou tanto desse livro me vez perceber que ainda existem histórias de vampiros interessantes!
    Parabéns pela resenha.

    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  2. Oi definitivamente não sou fã de historias de criaturas sobrenaturais como vampiros , lobisomens e etc, nunca gostei sabe até mesmo de versões assim mais convencionais ou como você mesma citou Vampiro de verdade ,e estas versões modernas me agradão menos ainda confesso que só li crepúsculo por causa do romance mesmo , o gênero simplesmente não me atrai , enfim deixarei a dica passar. Sua resenha esta muito bem escrita .
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Meu exemplar é um dos próximos da minha fila de leitura, tenho certeza que vou amar, adoro vampiros sanguinários. Sua resenha só me deixou ainda mais empolgada em ler logo o meu. Bjs

    ResponderExcluir
  4. Olá, fico feliz em ver que você gostou bastante do livro, isso me motiva mais a ir atrás dele para ler. Ainda mais por ser sobre vampiros, eu sou apaixonadas por histórias assim e já to querendo muito o livro!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  5. OI Ana!
    QUe bom que você gostou bastante do livro, mas vou te dizer que ainda não vi nenhuma resenha negativa do livro. Ele parece maravilhoso mesmo e me chama muito atenção. Desde as primeiras divulgações já estava doida para ler ele, agora então... Não vejo a hora!
    Beijos

    LuMartinho | Face

    ResponderExcluir
  6. Leria demais! Ainda mais agora que descobri que é nacional,que bom que cê gostou. Um defeito de tempos atras dos livros nacionais que eu pegava era exatamente a revisão,que bom que o cuidado é cada vez maior. Beijo!

    ResponderExcluir
  7. OI!! A partir do momento que você falou "é uma história de vampiros de verdade" já fui direto pro skoob colocar como desejado!! Eu ainda não li livros nem de vampiros de verdade nem de vampiros romantizados rsrs, mas quero muito ler esse agora! Vou ver se consigo comprar na BF

    Abraços, Miguel do Demasiadamente Lendo

    ResponderExcluir
  8. Oi.
    Tem um tempo que não leio livros com vampiro, devido ser sempre a mesma coisa. Não conhecia esse livro, e lendo a sua resenha fiquei interessada, tem algo de diferente na história. Espero ler em breve!

    Beeeijos
    Lovesbooksandcupcakes.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Eu estou com esse livro para ler e tenho grandes expectativas sobre ele. Não li sobre o enredo por que fiquei com medo de spoiler, mas saber que a trama é bem construída já me motiva a ler.
    Adorei a sua resenha.
    Beijinhos!
    http://eraumavezolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Agradecemos por comentar! ^_^